Musgo de Java: veja guia completo sobre essa planta!

Musgo de Java: veja guia completo sobre essa planta!

Neste artigo, vamos saber mais sobre esta planta aquática muito particular e que é essencial nos aquários. Estamos falando do musgo de Java.


O que é o musgo de Java?

Aquário com musgo de java e peixes

Musgo de Java é uma planta de água doce muito comum no mercado, utilizada para decorar aquários ou lagoas, principalmente se habitada por pequenos crustáceos de água doce e aves.

É certamente uma das plantas de aquário mais populares. Este sucesso no hobby do aquário explica-se por ser ao mesmo tempo estético, útil, fácil de cuidar e por ser uma planta robusta.

Embora seja uma planta aquática, o musgo de Java é frequentemente encontrado crescendo dentro e fora da água, subindo em rochas, árvores e outras superfícies.

Seja como for, o musgo de Java pode suprir a ausência de outras espécies de musgo que requerem mais atenção em termos de iluminação e C02. Além disso, dão um belo efeito ao seu aquário.

Características do musgo de java

Musgo de Java em aquário

O musgo de Java se tornou tão popular em todo o mundo e por isso muitas vezes não se dá muita atenção a ele, mas é uma planta muito interessante. Por isso, agora vamos conhecer mais sobre suas formidáveis características.

Nome científico

Esta espécie, embora bem conhecida, não está perfeitamente definida. Anteriormente era cientificamente conhecida como Vesicularia dubyana. Essa nomenclatura tinha sido estabelecida por Brotherus em 1908.

Posteriormente, Cardot & Copp promoveram a mudança da nomenclatura para Isopterygium Barbieri. Mas, finalmente, em 2005 estes mesmos botânicos chegaram à conclusão de que a nomenclatura correta deveria ser Taxiphyllum Barbieri, como é atualmente aceito.

Origem

O musgo de Java recebe esse nome, evidentemente, por ser muito abundante na ilha de Java. Essa ilha, que é a principal entre o conglomerado de ilhas que compõem a Indonésia, tem sua costa completamente habitada por esse musgo.

No entanto, embora acredite-se que tenha se originado nessa ilha, o musgo de Java se espalhou e se tornou nativo em todo o Sudeste Asiático. Por isso, é muito popular no Japão, Malásia, Filipinas, Cingapura, Vietnã e nas ilhas do arquipélago das Índias Orientais.

Altura

Os filamentos do musgo de Java costumam se desenvolver até no máximo 10 cm. Seu crescimento é lento, mas seguro, dando um toque de originalidade ao seu aquário.

Seus fios se entrelaçam para formar verdadeiros tufos, motivo pelo qual parecem muito maiores do que são. Dessa forma, esse musgo cria inúmeros esconderijos para os peixes que querem fugir do seu olhar ou de seus companheiros.

Raízes

Os musgos de Java não possuem raízes propriamente ditas, mas desenvolveram rizoides que possuem pequenas estruturas semelhantes a raízes e que os ajudam a se anexar a outros objetos.

Esses rizoides, no entanto, não são considerados raízes verdadeiras porque não ajudam a absorver os alimentos. Na verdade, seu único propósito é manter a fixação do musgo em um determinado lugar.

Origem e distribuição do musgo de Java

Aquário com musgo de Java

O musgo de Java se tornou muito popular porque é muito resistente e perfeito para acomodar a desova e os alevinos. Também é muito decorativo, versátil e cresce muito rapidamente. Então vamos ver mais sobre essa planta tão importante.

Países

Como vimos, o musgo de Java é nativo da Ásia e, além de ser encontrado na ilha que lhe dá o nome, popularizou-se em vários outros países do continente, como Malásia, Índia, Japão e Vietnã, entre outros.

No entanto, dada a facilidade com que esse musgo se adapta a uma variação muito grande e diferente de ambientes, ele logo foi exportado para outros países e hoje está presente em praticamente todos os continentes.

Clima

Com essa característica de se adaptar em quase todos os ambientes, o musgo de Java sobrevive e prolifera bem em climas que vãos 15 aos 30 graus mais ou menos.

Sendo assim, é necessário tomar mais cuidado nas regiões onde o calor do verão é excessivo para que suas folhas não comecem a amarelar, o que será sinal de uma insolação. Também durante invernos muito frios podem se tornar mais escuros que o normal e apodrecer.

Diferenças entre classificações

Como vimos, há controvérsias na classificação do musgo de Java, que primeiro se chamava Vesicularia dubyana e passou a se chamar Taxiphyllum Barbieri. E, para complicar um pouco mais, há botânicos que afirmam que na verdade são duas espécies distintas.

A partir desse entendimento, apareceu o musgo de Singapura, que segundo esse grupo de botânicos teria uma cor verde menos viva e com os filamentos mais finos do que os do musgo de Java.

Outros musgos parecidos

Além disso, o gênero Taxiphyllum é formado por outras espécies de musgo, alguns muito parecidos ao musgo de Java, como o musgo de chama (Taxiphyllum flame) ou o musgo de Taiwan (Taxiphyllum alternans).

Outro musgo que possui mais ou menos as mesmas características é o musgo de Natal (Vesicularia montagnei). A diferencia desta espécie para o musgo de Java é a forma de árvore de Natal, o que lhe dá o nome.

Por que devo ter um musgo de Java no meu aquário?

Aquário com musgo de java

Como sabemos, organizar um aquário não é apenas colocar água e alguns peixinhos. Uma das coisas que você deve colocar no seu aquário pode ser o musgo de Java e aqui vamos dizer por que.

Aparência bucólica

O musgo de Java não precisa ser plantado e cresce muito bem pendurado em qualquer superfície ou deixado flutuando no aquário. É muito decorativo quando colocado sobre uma rocha ou um pedaço de madeira.

Mesmo nos menores recipientes, esse musgo, no mínimo, vai criar uma espécie de tapete verde e vai dar uma aparência bucólica ao seu aquário, como se tivesse saído de uma pintura.

Folhas verdes brilhantes

O musgo de Java tem folhas verdes muito pequenas que raramente ultrapassam os 4 mm e crescem aos pares em ambos os lados dos muitos talos. As folhas pontiagudas podem ter formatos diferentes, resultando em uma aparência irregular.

Essa folhagem verde, por sua vez, repousa sobre caules densamente ramificados de cor avermelhada ou marrom. Os caules principais costumam ter uns 15 cm de comprimento e formam vários rebentos laterais confusos, que por sua vez desenvolverão novos rebentos.

Versatilidade

O musgo de Java é uma erva muito conhecida por sua versatilidade. Além de sua densidade, ele facilita o tratamento das áreas de um aquário que não são cobertas por plantas convencionais: pedras, raízes, substrato.

Igualmente, a estrutura de espuma desse musgo, com seus filamentos, é ideal para todos os alevinos e peixinhos em um aquário pequeno. Os camarões, por exemplo, adoram se banhar no musgo de Java em busca de comida e restos de algas.

Decoração

Outro motivo para você ter um musgo de Java no seu aquário é o próprio efeito decorativo. Com o auxílio de uma linha de pesca, por exemplo, pode-se fixá-lo a um objeto ou a uma raiz para efeito bonsai.

Também pode ser colocado diretamente no solo, onde servirá para constituir um aspecto gramíneo, no caso de não haver verdadeiras plantas de grama, que são muito mais exigentes quanto a cuidados.

A linha de pesca pode ser removida depois de um tempo, porque o musgo de Java se agarra ao objeto onde está preso. Ou seja, com um pouco de imaginação, você pode realmente criar um aquário com uma decoração totalmente original!

Funções do musgo de java

Aquário com musgo de Java

Um aquário sempre deve, de alguma forma, imitar um ambiente real em miniatura. Esse já seria um dos motivos para você ter um musgo de Java no seu aquário. E existem outras funções desse musgo, como veremos a seguir.

Suavizar características agressivas no aquário

Os musgos para aquários são particularmente populares, principalmente com espécies pequenas, camarões e alevinos, porque suavizam as características agressivas do aquário.

Colocados no fundo do aquário ou pendurados nas decorações, os musgos revestem harmoniosamente o aquário com um verde brilhante, protegendo a pequena fauna de possíveis predadores.

Sensação mais natural

Como vimos antes, o musgo de Java se adere facilmente a raízes e rochas e também se espalha em todas as superfícies. Por isso, é muito utilizado em aquários no paisagismo aquático.

Portanto, esse é uma das melhores espécies de musgo para se fazer uma decoração de aquário de água doce perfeita. Com ele pode-se esconder as instalações técnicas do tanque ou dar uma sensação mais natural.

Importância na reprodução dos peixes

Os peixes adoram se enrolar nos fios do musgo de Java e colocar seus ovos ali. Sendo assim, você compreende perfeitamente por que ele é a planta aquática ideal para a reprodução.

Além disso, os alevinos podem utilizar a densidade dos musgos para se manter distantes dos seus pais (e, portanto, de seus apetites) nos primeiros dias de vida, tendo muito mais facilidade de sobreviverem.

Importância como alimento

Outra vantagem do musgo de Java é que essa espécie permite a proliferação de colônias de organismos microscópicos e infusórios se desenvolvam para servir como uma dieta variada e natural para os peixes do aquário.

Dessa forma, um leito bom e espesso de musgo de Java pode ser um bom terreno fértil que, principalmente, constituirá o primeiro alimento dos alevinos, que têm a boca ainda muito pequena para aceitar outros alimentos.

Preparando o aquário para o musgo de java

Musgo de Java e outras plantas

O musgo de Java é muito popular porque seu cultivo é considerado muito fácil, pois se adapta a praticamente qualquer tipo de água. Mas evidente que alguns cuidados mínimos devem ser tomados na hora de colocá-lo no aquário.

O pH da água

Costuma-se dizer que, para colocar musgo de Java em um aquário, o pH da água é indiferente. Então esse é um dos motivos pelo qual muitos aquaristas o preferem em comparação com outros tipos de musgos.

Isso é verdade, esse musgo aceita quase qualquer tipo de água, desde que a água seja límpida. Mas também pode-se dizer que é preferível um pH entre 5 e 8, um nível que não é difícil de conseguir.

Temperatura

Igualmente, o musgo de Java pode sobreviver em uma ampla faixa de temperatura, mas é melhor para o musgo que a água esteja entre um mínimo de 15º C e um máximo de 30º C.

Lembrando ainda, como dissemos antes, que as temperaturas abaixo e acima desses valores podem ser nocivas ao musgo. Mesmo que dificilmente chegue a matá-lo, águas muito frias ou muito quentes não serão benéficas.

Iluminação

Esta planta aquática tem a capacidade de se adaptar a uma variedade de diferentes condições de iluminação. Portanto, nenhuma iluminação especial é necessária para ajudar no crescimento do musgo de Java. Ele vai ficar muito feliz com a luz natural de uma janela.

No entanto, pouca luz é melhor quando o musgo de Java está crescendo porque as luzes mais brilhantes tendem a promover o crescimento de algas e não somente do musgo.

Sem fertilizante

O crescimento do musgo de Java, principalmente nos primeiros meses, é muito lento. Devido a isso, algumas pessoas pensam que seu musgo tem algum problema e não vai prosperar.

Mas não se engane, ele não só vai se desenvolver de forma abundante e constante, mas também não precisará que você providencie qualquer tipo de fertilizante para ajudá-lo a crescer.

Saiba os problemas frequentes que envolvem tal planta

Musgo de Java e outras plantas

O musgo de Java não requer quase nenhum cuidado especial, mas também não é para quem não pretende reservar algum tempo para cuidar do jardim do seu aquário, porque embora pouco comum, ele pode apresentar alguns problemas.

Dominam todo o aquário

Sendo assim, embora o musgo de Java exija alguma manutenção, não é muito difícil cuidar dele. Para reduzir a densidade desta planta, você pode puxar alças como se fossem ervas daninhas.

Se fizer isso adequadamente, uma vez a cada duas semanas, você pode reduzir o musgo de Java e não irá danificá-lo.

Podem entupir o filtro

Aquaristas experientes dizem que uma filtragem eficaz é uma das chaves do sucesso para quem deseja manter os peixes em um aquário saudável e equilibrado.

O musgo de Java, então, por sua densidade, pode formar tufos que sujarão e entupirão o filtro, oferecendo assim resistência ao fluxo de água através do filtro, reduzindo a eficácia do filtro. É preciso estar atento para que isso não aconteça.

Ninho de intrusos

Outro defeito é que às vezes o musgo de Java constitui um ninho indissociável de algas, principalmente as filamentosas. Você precisará, então, ter paciência para livrá-lo manualmente desses intrusos.

Outra forma para se livrar das algas é retirar as partes do musgo que estão crescendo muito com elas. Mas se você quiser se livrar completamente do crescimento de algas, existem produtos que removem as algas e que não são prejudiciais às plantas aquáticas.

Aprenda a cuidar bem do seu musgo de java

Uma pessoa limpando um aquário

Você já viu os principais preparativos para poder colocar o musgo de Java no seu aquário e também alguns problemas que ele pode causar. Então veja agora como você poderá cuidá-lo da melhor maneira para mantê-lo da forma ideal.

Processo de crescimento

Após a introdução no aquário, o musgo de Java pode demorar um pouco para se ajustar. Mas não se preocupe se durante o primeiro mês após a sua introdução ele não apresentar sinais de recuperação e crescimento.

Na verdade, é muito comum que isso aconteça no período de aclimatação. Ao mesmo tempo, para diminuir esse tempo, procure introduzir um bom topete para ajudá-lo a começar.

Podar regularmente

A poda do musgo de Java não levará muito tempo, mesmo que seja muito espesso. Faça isso manualmente e apenas retire o excesso.

Da mesma forma, para limpá-lo, basta colocá-lo sob o jato de água fria da torneira e espremê-lo como uma esponja. É aconselhável fazer isso regularmente, porque tem grande capacidade de atrair e reter resíduos, como dissemos antes.

Reproduzir o musgo

Se quiser espalhar o musgo de Java pelo seu aquário ou fixar algum pedaço em outro lugar, isso é bastante simples: basta dividir o musgo manualmente o quanto quiser e propagá-lo no aquário amarrando as novas peças.

De preferência, quando for realizar essa operação, faça uma segunda bola grande o suficiente para pegar mais rápido e deixar o seu aquário cada vez mais parecido a um ecossistema em miniatura.

Como colar musgo de Java

Você pode instalar o musgo de Java diretamente sobre uma rocha ou uma raiz e ele se desenvolve rapidamente se as condições forem favoráveis.

Mas como esse musgo não tem raiz real, parece que está crescendo em qualquer direção. Por isso, se você quiser amarrá-lo a algo como um tronco ou rocha, use um arame ou corda para prender o musgo de Java ao objeto.

Além desses métodos, algumas lojas também vendem uma cola especial biodegradável e com a qual você poderá fixar o seu musgo de Java onde você quiser.

Quais são outras plantas naturais comuns para aquário?

Diversas plantas em um aquário

Evidentemente, existe uma grande quantidade de plantas naturais utilizadas por aquaristas. Agora vamos enumerar algumas dessas plantas que você pode optar para preparar o seu aquário como um rio em miniatura para seus peixinhos.

Anubias

Planta anubias

Anubias é um gênero de plantas aquáticas ou semiaquáticas da família das Araceae. Essas plantas não precisam de solo e podem ser penduradas em cima de um objeto.

Na maioria dos casos, as Anubias são fáceis de cultivar e se adaptam facilmente a diferentes tipos de água. Também suportam iluminação bastante fraca. Ou seja, não são muito exigentes.

Espada de melão

Espada de melão e outras plantas

A espada de melão (Echinodorus uruguayensis ou Echinodorus osiris) é uma espécie de planta nativa da América do Sul. É apreciada por aquaristas porque também é adequada para crescimento submerso.

Não é exigente quanto às condições da água e crescerá em temperaturas subtropicais, nas quais parece florescer mais rapidamente.

Cairuçu

Planta cairuçu

Cairuçu é nome como são conhecidas uma centena de espécies de plantas aquáticas ou semiaquáticas do gênero Hydrocotyle nativas da América do Sul.

Eles têm caules longos e rastejantes que formam esteiras densas, frequentemente dentro e perto de lagoas, lagos, rios, pântanos. Em aquários, com água entre 20 e 30º C, não exigem muitos cuidados.

Gramínea

Gramínea e outras plantas de aquário

A gramínea (Lilaeopsis brasiliensis) é uma planta também nativa da América do Sul. É muito usada na ornamentação de aquários.

No entanto, para crescer bem, precisa de luz forte e de temperatura tropical. A gramínea se propaga facilmente, mas pode levar algum tempo para formar o efeito de esteira desejado em aquários plantados.

A planta perfeita para o seu aquário

Aquário com vários tipos de plantas

Você acabou de conhecer mais sobre o musgo de Java. Esta planta vai crescer em quase qualquer lugar e realmente não precisa de muito cuidado.

Onde quer que haja musgos de Java, quanto menos você planta mais há. Se você plantar no seu aquário, não vai demorar muito para ela se desenvolver e com certeza aumentará em pouco tempo.

Quer saber mais alguma coisa sobre o musgo de Java? Os comentários estão aí para isso! Vá em frente!

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Peixes comedores de algas: conheça 15 espécies para aquário

Peixes comedores de algas: conheça 15 espécies para aquário

Você já ouviu falar sobre os peixes comedores de algas? Aqui você conhecerá tudo sobre eles, além de caracóis e camarões! Acompanhe!


Planta para aquário: dicas e espécies para deixar seu aquário lindo

Planta para aquário: dicas e espécies para deixar seu aquário lindo

Você pretende montar um aquário plantado? Descubra aqui algumas dicas de como fazê-lo corretamente, com as plantas aquáticas certas para cada tipo de aquário.


Confira plantas para aquário e como escolher os melhores tipos!

Confira plantas para aquário e como escolher os melhores tipos!

Saiba quais são as principais plantas para aquarismo e descubra inúmeros benefícios em tê-las no seu aquário!


Últimos posts


Curiosidades sobre gatos: veja 24 fatos fascinantes

Curiosidades sobre gatos: veja 24 fatos fascinantes

Neste artigo, te mostraremos 24 curiosidades e características dos gatos. Você não faz ideia das curiosidades que esse animal tão popular em todo mundo possui!


Preço do Pastor Belga Malinois? Veja como comprar e custos!

Preço do Pastor Belga Malinois? Veja como comprar e custos!

Sabe quanto custa um Pastor Belga Malinois e os gastos mensais com esse cão? Neste artigo te mostraremos tudo. Boa leitura!


 Hotel para gatos: veja benefícios, preço e dicas importantes

Hotel para gatos: veja benefícios, preço e dicas importantes

Conhece os hotéis para gatos? Confira aqui os benefícios e entenda se essa é uma boa opção para você e para seu pet!


Descubra por que o cachorro gosta de dormir encostado no dono

Descubra por que o cachorro gosta de dormir encostado no dono

Neste artigo, falaremos tudo sobre as particularidades e razões caninas que fazem seu cachorro amar dormir perto de você. Confira e conheça várias curiosidades!


Cachorro dormindo: tudo sobre posições, gestos e cuidados

Cachorro dormindo: tudo sobre posições, gestos e cuidados

Você sabe o que as posições do cachorro dormindo significam? Saiba os significados de diversas situações relacionadas ao sono canino. Confira