Gado zebuíno: veja características, raças e muito mais!

Gado zebuíno: veja características, raças e muito mais!

Já ouviu falar do gado zebu? Leia este artigo e conheça este bovino, suas principais características, as raças mais famosas e curiosidades!


Conheça o gado zebuíno

gado zebuíno

Talvez você nunca tenha reparado, mas gados diferem entre si em muitos quesitos dependendo da raça. A prova disso é que o gado é dividido em subespécies, como o taurino e o zebuíno.

Contudo, não para por aí: mesmo dentro da subespécie zebuína, existem raças diferentes que, ao mesmo tempo, compartilham as mesmas peculiaridades e têm suas próprias. Inclusive, isso é o que será destrinchado neste artigo sobre o gado zebuíno, em que você vai conhecê-lo e ficará por dentro de suas características, raças e curiosidades.

Vamos descobrir a fundo tudo isso? Então, acompanhe o artigo com atenção até o fim, para você se inteirar no universo do gado zebuíno.

Principais características do gado zebuíno

gado zebuíno

A seguir, você vai aprender a reconhecer um gado zebuíno e descobrir sua origem e evolução genética, seu comportamento, temperamento e informações sobre sua reprodução e as finalidades dos cruzamentos dessa raça. Continue a leitura e confira!

Características visuais

A característica visual mais famosa do gado zebuíno é a presença de corcova, mais conhecida no Brasil como cupim ou giba, que não existe no gado taurino. Além dessa característica, podemos destacar sua pele escura ou preta, que lhe torna mais resistente ao calor.

No mais, sua pele é mais fina quando comparada a de raças de origem europeia. Sua pelagem é de cor variada, ao contrário do bovino europeu, que tem a cor com o tom da sua pele. Por último, em comparação ao gado taurino, o gado zebu apresenta orelhas maiores, caídas e uma barbela mais desenvolvida.

Origem e evolução genética

O zebu pertence à subespécie de gado “Bos taurus indicus”, que é o gado domesticado mais antigo do mundo, proveniente do sudoeste da Ásia e tem corcunda. Como seus descendentes não eram corcundas, eles evoluíram a partir de três raças de gado indiano: o Guzerá, o Nelore e o Gir. Essas raças tiveram as maiores influências sobre a criação de zebu.

No Brasil, eles começaram a chegar no século 17, onde foram cruzados com o gado brasileiro. Hoje, os zebuínos são utilizados aqui para produção de carne, produção de leite e em cruzamentos, de acordo com suas características.

Temperamento e comportamento do gado

As raças de gado zebuíno compartilham entre si o comportamento gregário e o temperamento dócil, manso e que não apresenta problemas. Em relação às outras características de comportamento, cada raça se destaca com suas próprias qualidades.

Um dos benefícios da criação dessa raça, portanto, é a facilidade de manuseio e controle do rebanho, além da ausência dos mais comuns problemas de estresse e ansiedade presentes em outras raças.

Reprodução e cruzamentos

O gado zebu tem sido muito usado ao longo dos anos nos processos de seleção genética e cruzamentos com bovinos tanto de raças zebuínas, quanto de raças taurinas. O intuito disso é aperfeiçoar a qualidade da carne e do leite, a adaptação ao ambiente, o peso, a precocidade e o rendimento.

Além disso, a seleção genética adéqua o gado às exigências do mercado e a outras finalidades, tudo isso para melhorar e aumentar a produção e o aumento do lucro dos criadores. No que diz respeito à reprodução, os zebus são conhecidos pela boa capacidade materna e pela facilidade de se reproduzir, apresentando desempenho reprodutivo muito bom.

Raças mais populares de zebuíno

O gado zebuíno tem forte presença na pecuária brasileira com seu grande número de cabeças e é dividido em várias raças diferentes. Conheça as mais populares pelo nome e fique por dentro das particularidades de cada uma delas.

Gado Nelore

gado nelore

Vamos falar das raças de zebuínos mais populares começando pelo Nelore. Ele conta com 80% do gado de corte nacional e, no Brasil, sua carne é exportada para mais de 140 países. O Nelore tem excelente adaptação às nossas pastagens e ao nosso clima tropical, e é ótimo para cruzamentos com outras raças para se obter melhoramento genético, por exemplo.

Ademais, sua carne é bem valorizada no nosso mercado, além de ter baixo teor de gordura e ser bem saborosa. Essa raça de porte médio a grande é de origem indiana, mas é em terras brasileiras que ela mais faz sucesso.

Gado Indiano

O gado indiano é marcado pela capacidade de viver bem em regiões tropicais, tanto que se adaptou muito fácil ao Brasil, espalhou-se por boa parte do país e melhorou a nossa pecuária de corte significativamente.

Ele tem como trunfo a sua rusticidade, que é muito boa, por outro lado, é inferior às raças europeias no que diz respeito à precocidade e ao rendimento da carne, que é menor. Mas, essas desvantagens não o desqualificam, pois, melhoramentos genéticos e cruzamentos com outras raças bovinas têm sido feitos para se obter um rendimento melhor.

Gado Gir

Gado Gir

Essa é outra raça indiana que veio para o nosso país e se adaptou às nossas terras. O Gir é um gado de médio porte que já chegou a produzir a melhor carcaça do Brasil, mas hoje ele se destaca como o maior zebuíno produtor de leite em clima tropical.

É um gado de dupla aptidão, mas que não pode ser comparado às raças especializadas no corte, porque ele tem um ganho de peso mais lento. O seu leite contém grande quantidade de proteínas e ótima qualidade nutricional, além de proporcionar menor incidência de alergias a alguma proteína do leite.

Gado Brahman

vários gados brahman

O Brahman é de origem norte-americana e chegou oficialmente ao Brasil em 1994. Ele possui ótimo desempenho reprodutivo e excelente instinto gregário, que facilita muito seu manejo. Esse gado de médio porte é ideal para cruzamentos com gados de raças europeias para se obter melhoramento dos animais destinados ao abate.

Ele é muito usado também para cruzamento industrial e para cruzar com outros zebus. Mas o forte mesmo do Brahman é o corte, já que ele possui uma carne de excelente qualidade, ótima para obtenção de carnes premium e cortes diferenciados, como o “Prime Rib”.

Gado Tabapuã

Gado Tabapuã

Este é o único “zebu brasileiro”. Sua origem vem do cruzamento de raças indianas com gado mocho nacional em 1907, mas ele assumiu suas características atuais na década de 1940, em Tabapuã/SP, e só foi reconhecido como raça em 1981.

Embora o Tabapuã seja um ótimo produtor de leite, ele é um dos principais gados de corte nacional, já que possui ótimas características para essa finalidade, como o bom ganho de peso e o alto potencial de rendimento de carcaça. Sua personalidade é mansa, o que é valorizado pelos criadores, e sua precocidade é muito boa.

Gado Guzerá

gado guzerá

O Guzerá é de origem indiana e também possui dupla aptidão, como o Gir, tem o temperamento manso e é marcado pela precocidade, fertilidade, rusticidade, boa habilidade materna e rendimento de carcaça.

O Guzerá se destaca também no cruzamento industrial tanto para o corte quanto para a produção de leite, graças à sua pureza racial. No cruzamento com raças europeias, aumenta a rusticidade das crias. Se cruzado com outro zebuíno, as crias apresentam aumento de produção leiteira. Esse gado se dá bem ao atravessar períodos longos de seca, comuns no Nordeste, o que o faz se adaptar bem a essa região.

Gado Angus

Gado Angus

O Angus é de origem escocesa e conhecido pela produção de carne nobre, que é extremamente saborosa e macia graças à sua marmorização e por apresentar elemento gorduroso de 3 mm a 6 mm. Essa raça é uma das melhores como gado de corte, e a carne do Angus do Brasil é uma das melhores do mundo.

Mas esse gado de grande porte não se destaca só devido à qualidade da sua carne. O Angus é bom também em rusticidade, precocidade, longevidade e fertilidade, além de dar grande retorno.

Gado Curraleiro

Gado Curraleiro

O Curraleiro Pé-duro chegou ao Brasil no período colonial. É um dos gados mais antigos do país e foi o último a ser reconhecido como raça por aqui. No século 20, foi perdendo espaço para outras raças zebuínas e quase foi extinto.

Essa raça já foi muito usada no Nordeste brasileiro por conta da sua rusticidade. Mesmo sendo de origem europeia, ela é indicada para ambientes com climas hostis. Hoje, esse bovino de pequeno a médio porte é utilizado no Brasil na produção de carne, na produção de leite e no cruzamento industrial.

Curiosidades sobre o gado zebuíno

gado zebuíno

Nesta última parte do artigo, você vai ficar por dentro da criação de zebu no Brasil, das vantagens e da desvantagem da criação desse tipo de gado e da produção de carne e de leite. Vamos conferir tudo isso?

Criação de gado zebuíno no Brasil

O gado zebuíno é um bovino que se adaptou muito bem ao clima tropical de boa parte do Brasil. Hoje, ele é bem consolidado no país e é representado em nossas terras por nove raças diferentes, sejam elas puras ou resultantes de cruzamentos.

O zebu contribui bastante e de várias formas para a economia nacional com sua carne e seu leite, e no comércio interno e externo de embrião e sêmen. Além disso, o zebu é a maior fonte de proteína animal que temos no Brasil e é responsável por manter o nosso país altamente competitivo no mercado bovino internacional.

Produção de carne e de leite

No Brasil, algumas raças zebuínas são destinadas à produção de carne; outras, para a produção de leite; e outras, para ambas. Essas últimas são conhecidas como gado de dupla aptidão, ou de produção mista.

Por aqui, as raças produtoras de carne são o Nelore, o Brahman, o Tabapuã e o Indubrasil. As raças produtoras de leite são o Gir, o Guzerá, o Indubrasil e o Girolando. Já os de dupla aptidão são o Guzerá, o Gir e o Indubrasil. Quem faz essa classificação técnica é a ABCZ, que utiliza para isso princípios como aptidão zootécnica dos animais e seleção.

Vantagens e desvantagens na criação

O gado zebuíno é farto em vantagens, como adaptação fácil aos ambientes quentes e tropicais como os do Brasil, resistência contra parasitas, desempenho reprodutivo alto e bom, longevidade, aptidão para o corte e para a produção leiteira, além de ser bom para cruzamento tanto com raças zebuínas, quanto taurinas.

Mas o gado zebu e o azebuado têm a sua desvantagem. A criação desse animal no frio requer mais cuidado, já que ele é menos adaptado a essa condição climática e, ainda por cima, pode sofrer de hipotermia por causa disso.

O gado zebu é um bovino de fartura!

gado zebuíno

Como você pôde ver, o gado zebuíno é abundante em características, vantagens, variedade de raças, curiosidades, no número de cabeças dessa subespécie na pecuária brasileira e na quantidade de carne e leite que ele produz por aqui.

Além de toda essa abundância, o zebu tem também a seu favor o fato de possibilitar o melhoramento genético constante do gado e o cruzamento entre suas raças e entre raças taurinas, visando aumento de produtividade e lucro.

Graças ao zebu, muita gente sai ganhando no Brasil, já que ele fornece tudo em grande quantidade para o nosso mercado e para o mercado externo, e isso é bom para nossa economia. Que essa fartura continue rendendo muitas cifras por muito tempo. Potencial para isso, o zebu tem.

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Origem do cavalo: veja a história dos ancestrais à evolução

Origem do cavalo: veja a história dos ancestrais à evolução

Você já se perguntou de onde surgiu o cavalo? Conheça a origem e os ancestrais do cavalo, um dos animais mais majestosos e antigos do reino animal!


 Topolino: veja características, preço e como criar o roedor

Topolino: veja características, preço e como criar o roedor

Você já ouviu falar do rato Topolino? Este artigo mostrará tudo a respeito dele, de modo que você poderá criá-lo em casa, se quiser! Confira!


Cores do Lulu da Pomerânia: conheça cores raras e populares

Cores do Lulu da Pomerânia: conheça cores raras e populares

Diferentemente de outras raças, este pequeno e fofo cachorro possui 23 cores possíveis! Descubra aqui as inúmeras possibilidades de pelagem desta raça!


Shih Tzu mini: essa raça de cachorro realmente existe?

Shih Tzu mini: essa raça de cachorro realmente existe?

Shih Tzu mini: você sabe se esta raça realmente existe? Leia este artigo, conheça vários fatos sobre o cão e descubra uma série de curiosidades a respeito dele!


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.