Surucucu pico-de-jaca: Conheça esta enorme cobra venenosa

Surucucu pico-de-jaca: Conheça esta enorme cobra venenosa

A surucucu pico-de-jaca é uma cobra enorme e com um poderoso veneno que pode matar rapidamente. Veja aqui características marcantes desta espécie.


Você já viu uma surucucu pico-de-jaca?

Cobra surucucu pico-de-jaca

Muitas vezes, em conversas, notícias e reportagens sobre cobras grandes e venenosas, nos deparamos com espécies como a cascavel e a jararaca. No entanto, o que muitos não sabem é que há uma cobra ainda maior e tão perigosa quanto: a surucucu pico-de-jaca.

Considerada a maior serpente venenosa da américa do sul, seu veneno pode matar uma pessoa adulta rapidamente e em vítimas menores seu veneno pode ter efeito quase que imediato.

Este artigo, te manterá informado sobre suas principais características e te encantar com as histórias e lendas contadas por comunidades que convivem com a surucucu pico-de-jaca. Ficou curioso? Confira tudo a seguir!

Características gerais da surucucu pico-de-jaca

Cobra surucucu pico-de-jaca

A surucucu pico-de-jaca possui características marcantes que a tornam uma serpente única, mas também temível. Abaixo, seus principais destaques como alimentação, reprodução, habitat e mais.

Nome

Seu nome cientifico é Lachesis Muta, da família Viperidae. “Muta”, que significa muda em latin, faz referência à vibração feita por sua cauda semelhante ao som produzido pela cascavel.

É popularmente chamada de surucucu pico-de-jaca, por suas escamas serem parecidas com a casca de uma jaca. Também há regiões que a chamam vulgarmente de surucutinga ou surucucu-de-fogo. Por trás de seu nome também existe um mito que diz ser uma homenagem às três irmãs da mitologia grega que decidiam o destino de humanos e deuses: as Moiras Cloto, Láquesis e Átropos.

Características visuais

A surucucu pico-de-jaca apresenta cores que se camuflam entre galhos e folhas secas, variando entre tons de castanho claro e escuro, e manchas pretas em formas de losango.

Também é possível notar escamas pontiagudas muito parecidas com a casca de uma jaca e uma escama mais alongada na sua cauda. Estas características tornam fácil sua identificação. Os machos da espécie podem atingir cerca de 2,5 metros de comprimento, enquanto as fêmeas podem chegar a 3 metros. Com estas medidas, não há serpente venenosa maior do que esta na América do Sul.

Distribuição e habitat desta cobra

A surucucu pico-de-jaca é uma espécie de cobra terrícola, seu habitat natural ocorre em florestas primarias, predominantemente na floresta amazônica e Mata Atlântica (da Paraíba, até o norte do Rio de Janeiro), onde encontra o ambiente prefeito para sua sobrevivência, já que esta cobra prefere ambientes mais úmidos.

No entanto, de acordo com o portal Aldeia da Gente, algumas cobras desta espécie foram encontradas próximas à Aldeia (fragmento de Mata Atlântica localizado no Estado de Pernambuco). Alguns pesquisadores constataram que o desmatamento é o principal causador desta busca por novos habitats.

Alimentação

A surucucu pico-de-jaca se alimenta de presas como pequenos roedores (ratos, esquilos, cotias) e marsupiais (gambás e saruês), contribuindo para o controle populacional destas espécies. Esta serpente possui um bote preciso e um veneno muito potente que destrói as células do corpo e não oferece muita chance às suas vítimas.

Para capturar suas presas, esta cobra também apresenta uma fosseta loreal que funciona como um radar. Esta é uma característica das cobras da família viperidae, isto é, um orifício localizado entre os olhos e a narina que permite captar a variação de temperatura e, com isso, ela sente a presença de outros animais.

Comportamento

Apesar de as pessoas considerarem um réptil extremamente agressivo, a surucucu pico-de-jaca atacara apenas quando se sente ameaçada. Quanto está descansando durante o dia ela só vai atacar se, por acaso, alguém a incomodar ou pisar nela.

À noite, esta serpente se torna mais ativa e agressiva, não sendo uma boa ideia chegar perto de uma cobra tão perigosa.

Desta forma, seu temperamento é influenciado pelo tempo e seu instinto de proteção que guia a grande maioria das serpentes. Se não for incomodada, a surucucu pico-de-jaca não acarretará problemas com sua poderosa picada.

Reprodução da cobra surucucu pico-de-jaca

Seu modo de reprodução é através da postagem de ovos, ou seja, a surucucu pico-de-jaca é uma espécie ovípara. Geralmente elas se reproduzem nos meses de outubro a março.

Um fato muito interessante é que esta espécie de cobra se enrola sobre seus ovos, como forma de proteção, o chamado cuidado parental. Assim ela pode afastar outros animais que estão em busca de alimento, afinal, não é qualquer um que pode encarar uma surucucu pico-de-jaca.

Acredita-se que as fêmeas botam até 20 ovos e cuidam deles até a eclosão, levando esse processo em torno de 80 dias. Os filhotes nascem com aproximadamente 40 a 50 centímetros de comprimento e já precisam se virar para sobreviver.

Fatos interessantes sobre a surucucu pico-de-jaca

Cobra surucucu pico-de-jaca

Que esta é a maior espécie de cobra com peçonha da América do Sul, você agora já sabe. Mas há outros fatos interessantes sobre a surucucu pico-de-jaca que chamam a atenção. Confira a seguir mitos, lendas e curiosidades sobre a surucucu pico-de-jaca.

Picada e efeitos do veneno

A surucucu pico de jaca possui uma das maiores presas de inoculação entre todas as cobras, seu bote pode atingir até 1,3 de distância. Ao se defender, ela aplica o bote que bate e volta apenas para injetar o veneno e para capturar presas e se alimentar ela joga o bote e segura.

Seu veneno causa dor, edema e formação de bolhas, além de náuseas e diarreia. Em casos mais graves, a vítima pode sofrer uma insuficiência renal ou hemorragia.

Ao levar uma picada deste animal deve-se procurar um hospital imediatamente. Antes disso, é indicado lavar bem o local para evitar a penetração de mais veneno. No Brasil encontra-se para o tratamento de pessoas picadas o soro antibotrópicolaquético, de administração via intravenosa.

A surucucu pico-de-jaca chacoalha a cauda

A lachesis muta consegue emitir um barulho bastante familiar com sua cauda. Este som é bem semelhante ao que a cascavel emite, a diferença é que a primeira não possui guizo ou chocalho.

A surucucu pico-de-jaca, ou surucucu-de-fogo, possui em sua cauda uma escama pontiaguda e uma sub-fileira modificada chamada de escamas quilhadas eriçadas. Com isso ela gera este som chacoalhando sua cauda no chão sobre as folhas e galhos. Desta forma, ela está dando um aviso quando se sente ameaçada, indicando que não se pode chegar tão perto dela. E quem teria tamanha audácia?

As subespécies de surucucu pico-de-jaca

O gênero lachesis pertencente à ordem squamata e possui como subespécies lachesis muta muta e lachesis muta rhombeata, encontradas no território brasileiro. Estas duas cobras compartilham características bastante semelhantes como cores, tamanho, hábitos, entre outras.

A título de curiosidade, algumas fontes consideram a lachesis muta rhombeata a maior serpente peçonhenta da região neotropical, podendo alcançar 3,6 metros de comprimento. Outras espécies desse gênero são lachesis stenoprys e lachesis melanocephala. Esta última pode ser encontrada na Costa Rica.

Lendas sobre esta serpente venenosa

Existem muitas lendas envolvendo a surucucu pico-de-jaca. Uma delas diz que esta cobra só anda em casal e que onde há uma delas significa que seu parceiro(a) está por perto. A outra conta a história de Uánham. Diz a lenda que ele era um moço valente e que neste tempo não existia a noite para descansar, então Uánham saiu à procura da dona da noite, a surucucu, para pedir a ela que criasse a noite para eles também.

Acredita-se que depois de várias tentativas, ele levou para a serpente veneno em troca da noite e a cobra aceitou, criando a noite para seu povo descansar. Muitas comunidades amazônicas também acreditam que ela tem o poder de se transformar em outros animais para espantar caçadores e assim proteger a si e aos outros animais.

Estado de conservação da espécie

Infelizmente, a surucucu pico-de-jaca está ameaçada de extinção. O desmatamento e a procura pela sua pele contribui bastante para que este problema aconteça.

Segundo a APA (Área de Proteção Ambiental) esta é uma espécie raríssima e que prefere ficar escondida (com razão). Ao encontrar uma delas, não é aconselhável tentar pegá-la ou matá-la; o recomendado é chamar um especialista para fazer a captura segura do animal. Para isto existem órgãos de preservação como as brigadas ambientais para realizar o resgate da cobra.

Ficou impressionado com a surucucu pico-de-jaca?

Cobra surucucu pico-de-jaca

Neste artigo, você pôde descobrir que surucucu pico-de-jaca é uma cobra fascinante tanto pelo seu comportamento como pela sua capacidade de assustar por causa do veneno e porte físico. Além disso, seu modo de reprodução e alimentação foram apresentados, mesmo ainda sendo alvo de estudos que buscam mais informações sobre seu modo de vida.

Vimos que sua existência também é representada por meio de contos e lendas que foram compartilhados durante muitos anos por povos que conviviam e ainda convivem com esta serpente.

Por fim, este artigo informou a você que a surucucu pico-de-jaca está ameaçada de extinção por causa da ação humana, sendo que esta espécie possui uma função importante na natureza e que ações concretas precisam ser implementadas para sua preservação.

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Quer ter um cachorro marrom? Conheça a seguir várias raças com essa coloração dividida em porte grande, médio e pequeno, assim como suas características!


Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Neste artigo, você verá que os periquitos são aves de fácil adestramento de ótima convivência e que sua presença traz leveza ao ambiente doméstico.


Cachorro idoso: veja os sinais da idade e os cuidados

Cachorro idoso: veja os sinais da idade e os cuidados

Quem não quer seu cachorro idoso feliz e saudável até o fim de seus dias, não é mesmo? Vamos aprender os sinais de idade e os cuidados com amigo fiel!


Peso e tamanho do Shih Tzu pelos meses: veja o crescimento!

Peso e tamanho do Shih Tzu pelos meses: veja o crescimento!

Confira aqui como acontece o crescimento do Shih Tzu, no tamanho e no peso, do primeiro mês até a fase adulta, além dos cuidados com a raça.


Dachshund arlequim: origem, características, preço e mais!

Dachshund arlequim: origem, características, preço e mais!

Popularmente conhecido como "salsichinha", o Dachshund arlequim é uma raça encantadora. Se quer saber tudo sobre ele, entre e confira!


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.