Animais que passam por metamorfose: insetos, sapo, rã e mais

Animais que passam por metamorfose: insetos, sapo, rã e mais

Você sabia que alguns animais se desenvolvem por diferentes tipos de metamorfose? Ficou curioso sobre o tema? Veja tudo sobre o assunto neste artigo!


O que é a metamorfose nos animais?

animal sofrendo metamorfose

A metamorfose dos animais é um processo de mudança no qual eles modificam sua forma de estrutura corporal, de modo a completar seu desenvolvimento. Metamorfose é uma palavra grega que significa mudança da forma, advinda de "meta" e "phormo".

Alguns animais do grupo dos artrópodes, especialmente os insetos, alguns anfíbios e outros animais invertebrados e vertebrados fazem tal processo, o qual é crucial para o desenvolvimento e para a perpetuação da vida deles. Mas, como funciona esse processo de metamorfose em cada animal? É isso que você irá conferir neste artigo! Veja mais sobre a metamorfose nos animais a seguir.

Animais aquáticos e anfíbios que passam por metamorfose

Dos animais que passam pela metamorfose, alguns aquáticos e anfíbios estão incluem nessa lista. Por exemplo, enguias, estrelas-do-mar, sapos, caranguejos, além de outros bichos realizam o processo. Confira!

Enguias

Enguias

As enguias são peixes que parecem cobras, de modo que existem várias espécies. Algumas delas vivem em mares e oceanos quentes, enquanto outras vivem em rios e lagos de água doce, e podem ser encontradas em quase todos os continentes.

Em seu ciclo de vida, ovos com larvas eclodem no oceano. Essas larvas são lisas e transparentes e, após um período de crescimento, elas iniciam a metamorfose. Essas mudanças as transformam em filhotes que já se parecem com pequenas enguias. Após atingir o estágio adulto, elas já estão adaptadas para o acasalamento e o ciclo se repete.

Estrelas-do-mar

Estrelas-do-mar

As estrelas-do-mar são animais equinodermos invertebrados que vivem exclusivamente em ambientes marinhos. São encontradas por todo o mundo e podem surgir em diversos tamanhos e colorações.

As estrelas-do-mar podem se reproduzir de forma sexuada ou assexuada. Na reprodução sexuada, os gametas são libertados para água e a fecundação é externa. O ovo formado dá origem a uma larva que sofre a metamorfose, originando um organismo semelhante à estrela-do-mar adulta.

Na reprodução assexuada, o processo que pode ocorrer é a fissão ou a fragmentação. Se um braço da estrela, com seu disco central, se separar do resto do corpo, ele pode se regenerar, dando vida a outra estrela-do-mar, enquanto a estrela que perdeu seu braço consegue regenerá-lo.

Sapos, rãs e pererecas

rã

Conhecidos como anuros, apresentam a metamorfose mais nítida, sem possuir cauda na fase adulta. Após encontrar a parceira o macho a abraça e estimula a liberação dos óvulos, quando libera seus espermatozoides, fecundando-os.

Desses ovos, nascem os girinos, e nessa fase da vida, esses animais apresentam apenas um átrio e um ventrículo. A partir daqui eles passam pelo processo de metamorfose, ganhando seus membros. A princípio, desenvolvem os membros posteriores e, depois, os anteriores. Então, vão surgindo os pulmões e o coração vai se estruturando. Por fim, o animal passa a apresentar características de um adulto, mesmo sendo pequeno.

Todo processo de metamorfose em anfíbios é controlado através de hormônios produzidos pela glândula tireoide. A metamorfose varia de um grupo para o outro.

Caranguejos

Caranguejo

Após o acasalamento com o macho, que dura de 5 horas a 3 dias, as fêmeas migram para águas salgadas e juntam de 100.000 a 2 milhões de ovos. O período de incubação dura aproximadamente duas semanas, até as larvas serem soltas no oceano.

As larvas de caranguejo passam por vários períodos de mudança até atingirem o estágio adulto. Primeiro, elas se encontram na fase megalópode, caracterizada por ter um exoesqueleto mais largo e grosso em relação ao primeiro estágio.

O megalópode migra para costa e segue seu estágio de metamorfose. Nele, os caranguejos são caracterizados "novatos", de modo que ainda vão sofrer cerca de 18 metamorfoses até atingirem a fase adulta completa.

Lagostas

Lagosta

A lagosta faz parte dos crustáceos e pode ser encontrada em todos os mares tropicais e temperados. Assim como os demais crustáceos e outros artrópodes, as lagostas mudam à medida que crescem para renovar seu exoesqueleto.

A maturidade sexual é alcançada rapidamente, porém varia dependendo da latitude. O acasalamento ocorre no verão e as fêmeas postam entre 13.000 a 140.000 ovos, sendo que a fertilização ocorre de forma externa. Após as larvas caírem, elas fazem uma metamorfose juvenil, sofrendo várias mudanças até se tornarem adultas.

Caracóis

Caracol

Os caracóis são espécies hermafroditas incompletas. Isso quer dizer que eles possuem os dois sexos, mas precisam de um parceiro para realizarem a fecundação. Eles formam casais e costumam copular cerca de 4 vezes por ano.

A metamorfose do caracol se inicia após os animais eclodirem dos ovos. A primeira coisa que um caracol recém-nascido faz é comer o invólucro do seu próprio ovo, passo necessário para conseguir o cálcio para seu corpo e proteção.

Os caracóis nascem com conchas que no início costumam ser mais macias e transparentes. Com o passar dos meses, a casca do caracol acaba ficando mais espessa, adquirindo a coloração de um caracol adulto.

Salmões e trutas

Salmões

Algumas espécies de peixes também sofrem metamorfose em seu desenvolvimento e, entre esses, estão os salmões e as trutas.

Nesses animais, após a fêmea desovar milhões de óvulos, os ovos são carregados até chegarem em um lago de águas calmas, onde esses animais se desenvolverão sozinhos. No caso do salmão, ele nasce no rio e cresce descendo por ele, até chegar no mar, onde fica uma grande temporada crescendo. Ele fica lá até finalmente voltar para o rio em que nasceu para poder se reproduzir.

Animais que passam por metamorfose: insetos

Alguns insetos também fazem parte da lista de animais que vivenciam sua metamorfose. Alguns deles são borboletas, abelhas, gafanhotos e joaninha. Descubra a seguir como funciona a metamorfose nesses e em outros artrópodes.

Borboleta

metamorfose da borboleta

A metamorfose da borboleta é umas das mais incríveis do reino animal. A vida de uma borboleta pode ser dividida em 4 estágios: ovo, larva (lagarta), pupa e adulto. Os estágios imaturos e o estágio adultos são distintos, caracterizando uma metamorfose completa.

Após a fecundação, a borboleta procura um local onde colocará seus ovos. Eles demoram cerca de 5 a 15 dias para eclodir, dependendo da espécie. Depois desse período, são liberadas as larvas (lagartas), que ficam nessa forma de 1 a 8 meses.

Após algum tempo, a lagarta prende-se a uma superfície por meio dos fios de seda, dando início à formação da crisálida, que pode durar de 1 a 3 semanas. Quando a borboleta se forma, a crisálida se abre e o inseto pode sair de seu interior. Assim, a borboleta adulta pode voar e se reproduzir, algo que ocorre somente nesse estágio.

Abelha

Abelhas

As abelhas apresentam 4 estágios de desenvolvimento: ovo, larva, pupa e adulto. As rainhas são as responsáveis por colocarem os ovos, configurando a primeira fase de desenvolvimento da abelha.

Após a fase do ovo, nasce uma larva, que se assemelha a uma pequena lagarta, apresentando coloração branca. Essa larva se alimenta e vai crescendo. Após 5 mudas, chega-se ao final da fase larval.

Após a fase larval, a larva tece um fino casulo, quando dá início à fase da pupa, onde a abelha sofre a metamorfose completa. Depois da metamorfose, a abelha rompe a tampa do alvéolo e inicia-se a fase adulta.

Gafanhoto

Gafanhoto

Os gafanhotos apresentam 3 estágios diferentes de desenvolvimento: ovo, ninfa e adulto. São caracterizados por apresentarem uma metamorfose incompleta. O acasalamento ocorre no verão, e a fêmea pode colocar cerca de 100 ovos de uma única vez.

Depois de a fêmea colocar os ovos, ocorre uma série de mudanças até sua eclosão, e é desse ovo que nasce a ninfa. Na fase adulta, a ninfa sofrerá uma série de mudanças. Ela se caracteriza pela ausência de asas e, quando atinge a fase adulta, o animal apresenta asas desenvolvidas e está sexualmente maduro.

Joaninha

Joaninha

Joaninha é um inseto bastante conhecido por sua coloração vermelha com pequenas bolinhas pretas, sendo possível encontrá-la em outras tonalidades também.

Assim como a borboleta, a joaninha passa por uma metamorfose completa. Sua metamorfose se inicia no ovo que, após eclodir, libera larvas ativas. Depois, as larvas se tornam pupas imóveis e, por fim, as joaninhas viram adultas com as asas.

Mosquito-da-dengue

Mosquito-da-dengue

O Aedes aegypti, conhecido como mosquito-da-dengue, transmissor da dengue e da febre-amarela, também passa pelo processo de metamorfose, que se divide em 4 fases: ovo, larva, pupa e mosquito desenvolvido.

O ciclo dá início quando a fêmea deposita seus ovos nas paredes dos reservatórios com água acumulada, normalmente após 7 dias. A larva cresce, vira pupa e, 2 dias depois, o mosquito está completamente formado, pronto para picar suas vítimas.

Cupins

Cupins

Os cupins são divididos em diferentes categorias de espécies, e cada uma possui um tipo de desenvolvimento diferente. São insetos que possuem organização em suas colônias e realizam a metamorfose incompleta.

Assim, o ciclo de metamorfose dos cupins é dividido em: ovos, larvas, ninfas e adultos. Se inicia com a colocada dos ovos pela fêmea (rainha) e demora de 24 a 90 dias para eclodirem. Após a eclosão, surgem as primeiras larvas, que se desenvolvem para as ninfas, que vão se desenvolver até chegarem na fase adulta.

Efeméridas

Efemérida

A metamorfose das efeméridas se inicia após a fêmea colocar seus ovos. Dos ovos, saem as larvas, e essas larvas geralmente sofrem uma contínua transformação. Essas larvas abrem tocas em areias e ali permanecem por 2 ou 3 anos, alimentando-se de plantas e passando por até 20 metamorfoses.

Após deixar sua toca, deixa cair a pele e voa para juncos permanecendo imóvel por 2 ou 3 dias. O último processo, adulto, é caracterizado pelas asas, onde ele voa por algumas horas, reproduz-se no voo, coloca seus ovos na água e morre.

Percevejo-de-cama

Percevejo-de-cama

O percevejo-de-cama é um parasita pequeno que suga o sangue humano deixando marcas na pele como uma mosca. Esse animal possui metamorfose incompleta como outros percevejos.

Sua metamorfose se inicia com os ovos que a fêmea coloca que, após eclodirem, apresentam as ninfas. As ninfas se desenvolvem para adultos, conhecidos como adultos em jejum. Do adulto em jejum, ocorre mais um desenvolvimento para o adulto completo, que passa a se alimentar com sangue.

Agora você já conhece vários animais que passam por metamorfose

rã sofrendo metamorfose

Neste artigo, você aprendeu que metamorfose nos animais se trata das modificações perceptíveis na anatomia dos serem vivos em seu ciclo de vida e que cada animal realiza sua metamorfose de acordo com sua espécie e região em que habita. Ficou por dentro, também, dos diferentes tipos de metamorfose existentes e como elas ocorrem.

Aprendeu também que, apesar de alguns animais apresentarem semelhanças nesse processo, ainda tem suas particularidades em seu desenvolvimento, especialmente pelas suas características de reprodução. Além disso, foi possível conhecer brevemente várias características de alguns animais.

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Origem do cavalo: veja a história dos ancestrais à evolução

Origem do cavalo: veja a história dos ancestrais à evolução

Você já se perguntou de onde surgiu o cavalo? Conheça a origem e os ancestrais do cavalo, um dos animais mais majestosos e antigos do reino animal!


 Lagartixa come escorpião? E aranha? Veja e se surpreenda!

Lagartixa come escorpião? E aranha? Veja e se surpreenda!

Está tendo problemas com aracnídeos? Confira neste artigo quais insetos ou animais são predadores deles e aprenda muitas dicas para se livrar desses venenosos!


 Topolino: veja características, preço e como criar o roedor

Topolino: veja características, preço e como criar o roedor

Você já ouviu falar do rato Topolino? Este artigo mostrará tudo a respeito dele, de modo que você poderá criá-lo em casa, se quiser! Confira!


Cores do Lulu da Pomerânia: conheça cores raras e populares

Cores do Lulu da Pomerânia: conheça cores raras e populares

Diferentemente de outras raças, este pequeno e fofo cachorro possui 23 cores possíveis! Descubra aqui as inúmeras possibilidades de pelagem desta raça!


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.