Você já viu ovo de cobra? Descubra se existem e como nascem

Você já viu ovo de cobra? Descubra se existem e como nascem

Você sabe como as cobras se reproduzem? Descubra quais tipos de cobras botam ovos, como elas se reproduzem e muito mais.


Você já viu um ovo de cobra?

Cobra com seus ovos

Você sabe como é um ovo de cobra? Aqui você vai descobrir tudo a respeito da reprodução de vários tipos de cobra e se elas colocam ovo ou não. Você vai aprender a distinguir os diferentes tipos de reprodução das cobras e como nascem seus filhotes. Também irá conferir os tipos de acasalamento entre machos e fêmeas e qual a particularidade de cada espécie.

Conheça vários tipos de cobra e o que significa elas serem ovíparas, vivíparas e ovovivíparas. Veja mais detalhes sobre esses termos, além de muitas outras informações, envolvendo a reprodução da cobras e entenda tudo sobre o ovo desse réptil. Boa Leitura!

Curiosidades sobre o ovo de cobra

Ovos de cobra

Agora você irá descobrir algumas curiosidades que diferenciam os ovos de cobras das demais espécies ovíparas da natureza. Saiba também como eles são chocados, se um filhote de cobra nasce com veneno e muito mais.

Ovo de cobra tem formato incomum

Se compararmos o ovo de cobra com os de aves, notaremos que os de cobra possuem um formato mais achatado, de comprimento singular e mais alongado. É um ovo com um formato bem peculiar, além de serem macios e moles. Existem espécies de cobras que colocam ovos de forma irregular, isto é, sem proporção exata no seu formato.

Nesse caso, as diferenças se tornam ainda mais visíveis, se comparamos com os ovos de outros animais ovíparos existentes no mundo. O ovos de cobra geralmente são de cor branca, mas em alguns casos podem ser rajados em tons bege e cinza.

Ovo de cobra choca sozinho

Geralmente os ovos de cobra não são chocados pela fêmea. Isso mesmo, a mamãe cobra não choca seus ovos, o próprio ambiente cuida disso. As espécies de cobras ovíparas colocam seus ovos em locais apropriados, que ajudam no desenvolvimento do ovo para se tornar um filhote.

Esse processo acontece na maioria das espécies ovíparas, mas existem exceções. Em alguns casos a fêmea usa seu corpo para dar energia e calor aos ovos, chocando-os da maneira tradicional. Os locais onde as cobras põem os ovos e qual espécie choca seus ovos, você verá mais adiante.

Onde as cobras põem seus ovos

As cobras colocam seus ovos no solo, que receberão o calor natural do sol. Geralmente os ovos são colocados em lugares protegidos como debaixo ou dentro de um tronco, ou de uma grande folha no chão, dentro de um cupinzeiro, e outros lugares que recebem o calor do sol e possuam uma certa proteção.

Em regiões mais frias, as espécies ovíparas ficam sem muita opção para chocarem seus ovos. Nesses locais existem a predominância de espécies vivíparas, cujos filhotes se desenvolvem dentro do corpo da cobra fêmea. Dessa forma os filhotes ficam aquecidos e protegidos até o momento de enfrentar o mondo sozinhos.

Algumas cobras já saem do ovo com veneno

A cobrinhas, quando nascem, já possuem veneno, podendo enfrentar o mundo sozinhas. As cobras não possuem um relacionamento social familiar, por isso os filhotes já nascem com a capacidade de se defender e se alimentar. Por isso você nunca ouviu falar em uma família de cobras.

As cobras só se relacionam na época do acasalamento e os filhotes vivem sozinhos desde o nascimento. Nas espécies ovíparas os ovos não são chocados pela fêmea e no caso das espécies vivíparas, as mães abandonam os filhotes ao nascer.

Cobras que botam ovo (ovíparas)

Descubra agora quais são as cobras que botam ovos e quais são suas características. Saiba quantos filhotes cada espécie pode gerar, além de outras informações importantes sobre cada espécie relacionada.

Cobra do milho

Cobra do milho

É na época da brumação que o macho corteja a fêmea para fins de reprodução. Passados cerca de um mês do acasalamento, a fêmea põe seus ovos em um local seguro, temperado e úmido. São colocados de 12 a 24 ovos por postura, que são abandonados pela fêmea.

Os ovos tem uma textura macia, parecida com couro, e possem formas alongadas e achatadas. Cerca de 10 semanas após a fêmea ter colocado os ovos, as jovens cobrinhas começam a sair, usando suas escamas para cortar a estrutura da casca. Elas nascem medindo cerca de 15 cm de comprimento.

Píton

Cobra Píton

Como as demais cobras ovíparas, as Pítons se reproduzem por meio de ovos, mas com uma diferença, a fêmea não os abandona. Diferentemente das demais espécies de cobras, que se reproduzem por meio de ovos, as mamães pítons se enrolam ao redor da ninhada para chocá-los, até o momento do nascimento dos filhotes.

As fêmeas da espécie colocam de 15 a 80 ovos por vez e a temperatura para sua incubação varia de 31 º a 32 º C. Nessa temperatura os ovos chegam à eclosão, após um período de dois a três meses. Os filhotes da Píton nascem com cerca de 61 cm de comprimento.

Cobra-rei

Cobra-rei

A Cobra-rei ou Cobra-real vivem em duplas, o que a difere das demais espécies de cobras que se juntam apenas no momento do acasalamento. Feito isso, os dois se entrelaçam, ficando assim por um longo período. Outro diferencial da Cobra-rei, é que a fêmea constrói uma espécie de ninho com dois pavimentos.

Na parte inferior ficam os ovos e na parte superior a fêmea, com o objetivo de proteger sua ninhada de predadores. São postos de 20 a 50 ovos que são chocados pelo calor da vegetação do ninho e eclodem após um período de dois a três meses.

Cobra-coral

Cobra-coral

A reprodução da Cobra-coral é feita nas épocas mais quentes. O processo reprodutivo é através do acasalamento entre macho e fêmea, onde a fêmea consegue armazenar o esperma do macho, não necessitando de outra cópula para realizar outras posturas.

Após o acasalamento, a fêmea coloca de 3 a 18 avos que vão eclodir após três meses, tendo as condições adequadas para serem chocados. A fêmea dessa espécie também abandona os ovos após a postura, sendo chocados naturalmente pelo ambiente onde foram colocados.

Cobras que não botam ovo (ovovivíparas e vivíparas)

Conheça os tipos de cobras que não botam ovos. Saiba diferenciar as espécies de reprodução vivíparas e ovovivíparas, e o que isso altera na forma de se reproduzir. Cobras são animais diversos e você vai gostar muito de conhecer mais algumas de suas peculiaridades. Vamos lá?

Cascavel

Cobra Cascavel

O ciclo reprodutivo da Cascavel ocorre de dois em dois anos. A época de acasalamento é durante os períodos de alta temperatura e baixa precipitação, com o nascimento dos filhotes acontecendo no início da estação chuvosa.

Seu modo de reprodução é vivíparo, isto é, o desenvolvimento dos filhotes ocorre em embriões que se encontram dentro do corpo da fêmea. A gestação de uma mamãe Cascavel dura em torno de quatro a cinco meses, gerando uma ninhada de 6 a 22 filhotes.

Jiboia

Cobra Jiboia

A Jiboia é outra espécie de cobra que não bota ovos. Ela é vivípara, ou seja, o embrião se desenvolve dentro do corpo da fêmea. As cobrinhas já nascem totalmente formadas, medindo em média 50 cm de comprimento.

O período de gestação da fêmea da espécie dura de quatro a oito meses e são gerados de 12 a 50 filhotes por vez. O nascimento acontece entre os meses de novembro e fevereiro, durante o período das chuvas.

Jararaca

Cobra Jararaca

As Jararacas possuem um modo de reprodução um pouco deferente. Elas são animais ovovivíparos, isto é, o embrião se desenvolve dentro dos ovos que ficam alojados dentro do corpo da fêmea. Nesse caso o embrião recebe os nutrientes que existem dentro do ovo.

Não há nenhum tipo de troca de material nutritivo entre embrião e a mãe. A fêmea gera em média de 2 a 16 ovos por vez. O nascimento acontece em períodos chuvosos, onde algumas horas após o nascimento, os filhotes de Jararacas já estão prontos para se virarem sozinhos.

Víbora-áspide

Cobra Víbora-áspide

As fêmeas dessa espécie são todas vivíparas. As Víboras-áspide dão à luz a filhotes juvenis vivos, que já nascem prontos para os desafios da vida fora da mãe.

As fêmeas vivíparas desenvolvem o embrião dentro de seu ventre, numa placenta que lhe fornece todo o material nutritivo necessário ao desenvolvimento. Além disso, é através da placenta que os produtos de excreção são retirados.

Sucuri

Cobra Sucuri

As Sucuris são vivíparas e podem produzir de 20 a 40 filhotes por gestação. A gestação da sucuri pode durar até seis meses e os filhotes nascem na água e, dali em diante, não existe mais a presença da mãe, pois ela não cuida dele após o nascimento,

O acasalamento ocorre após a maturidade sexual que acontece em torno dos 4 anos de idade. O período de reprodução da espécie acontece anualmente, durante o outono, e necessitam de vários machos para fertilizar uma única fêmea. Esse processo é chamado de reprodução poliândrica.

Cobra-liga

Cobra-liga

Um fato curioso acontece após a hibernação dessa espécie. Alguns machos se fingem de fêmeas, liberando feromônio, conduzindo outros machos para longe da toca. Mas a espécie gera mais machos do que fêmeas, sendo assim, o acasalamento envolve vários machos e uma fêmea. Uma ou duas fêmeas podem ser envolvidas por 10 machos ou mais.

Por serem cobras de região fria, esse processo serve para aquecer os envolvidos durante a reprodução. A fêmea guarda o esperma do macho até a primavera, época em que seus óvulos são fertilizados. As Cobra-liga geram, de modo ovovivíparo, de 12 a 40 filhotes juvenis por vez.

As cobras e seus diferentes modos de reprodução

Cobra com seus ovos

Você pôde conferir durante a leitura os diferentes modos de reprodução das cobras. Vimos que nem todas elas são ovíparas, algumas são vivíparas, onde o embrião é desenvolvido dentro da mãe. Além delas, há também as ovovivíparas, que retém os ovos dentro do seu corpo, onde o embrião se desenvolve dentro deles.

Aqui você viu que na grande maioria das vezes as cobras abandonam sua ninhada após a postura dos ovos, ou no caso das vivíparas e ovovivíparas, os filhotes são abandonados ao nascer. As cobras são animais muito diferentes entre si, e suas formas de reprodução só mostram o quanto elas são especiais, diversificadas e surpreendentes.

Autor deste artigo

Sou um amante dos animais. Minha irmã e eu temos 4 cães e 11 gatos. Os gatos são meus preferidos, são minha fonte de tranquilidade e inspiração.

Artigos relacionados


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.


Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Quer ter um cachorro marrom? Conheça a seguir várias raças com essa coloração dividida em porte grande, médio e pequeno, assim como suas características!


Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Neste artigo, você verá que os periquitos são aves de fácil adestramento de ótima convivência e que sua presença traz leveza ao ambiente doméstico.


Cachorro idoso: veja os sinais da idade e os cuidados

Cachorro idoso: veja os sinais da idade e os cuidados

Quem não quer seu cachorro idoso feliz e saudável até o fim de seus dias, não é mesmo? Vamos aprender os sinais de idade e os cuidados com amigo fiel!


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.