Gato miando muito a noite toda? Veja as causas e o que fazer!

Gato miando muito a noite toda? Veja as causas e o que fazer!

Se seu gato anda miando muito à noite, saiba que isso pode significar alguma coisa. Aprenda a identificar possíveis causas e como ajudar seu bichano!


Seu gato mia alto a noite inteira?

Gato miando

Se seu gato mia alto a noite toda, acordando os moradores da casa ou apenas incomodando com miados constantes em horários específicos, saiba que podem existir várias causas que fazem os bichanos se comportarem dessa forma. Algumas são mais simples, mas outras podem requerer até visitas ao veterinário.

Neste artigo, você saberá quais as principais causas dos miados excessivos, o que fazer para amenizá-los, se são comuns ou se indicam possíveis doenças e, principalmente, como ajudar seu amigo a ficar mais calmo, feliz e saudável. Lembre-se de que cada caso deve ser avaliado com cautela, então não fique alarmado.

Por que meu gato está miando a noite toda?

Gato miando

Se o seu gatinho costuma miar excessivamente durante a noite, especialmente depois de um certo horário, atente-se às dicas abaixo para identificar o motivo e ajudar seu pet no que ele precisar!

Sede ou fome

Na maior parte das vezes, o miado é utilizado para chamar atenção do dono quando o animal sente que algo está faltando. Por isso, antes de procurar outro possível motivo para o miado excessivo do seu gatinho, confira se os potes de água e ração estão cheios, se ele se alimentou bem e se está bebendo água regularmente.

Além disso, aproveite para conferir se as caixas de areia estão limpas. Gatos são animais higiênicos, portanto, uma caixa de areia suja pode deixá-los incomodados. Uma dica, também, é deixar os potes de comida e água longe das caixas de areia!

Tédio faz o gato miar muito

Gatos que não possuem estímulos durante o dia acabam não gastando energia e, consequentemente, ficam entediados. Especialmente gatos criados sem acesso à rua, já que não possuem muito espaço para circular. Quando gastam bastante energia de dia, eles conseguirão dormir melhor à noite e diminuir os miados.

Uma dica é investir em brinquedos, como arranhadores, enriquecimento ambiental vertical (gratificação) ou até mesmo apostar em brincadeiras com seu felino, pelo menos por 10 ou 15 minutos por dia. Isso vai ajudar o bichano a ficar cansado e bem mais feliz, sem que tenha necessidade de pedir atenção.

São mais ativos à noite

Você já deve ter reparado que, a partir de certo horário, seu gato fica bem mais ativo, querendo correr, brincar, escalar e miar. Isso ocorre porque os gatos são crepusculares, ou seja, ficam bastante enérgicos durante o amanhecer e o anoitecer. Esse é o momento em que eles gastarão mais energia, para depois voltarem a descansar.

Gatos mais jovens, entretanto, são naturalmente ativos à noite por identificarem que aquele é o melhor momento para caçar. Conforme eles amadurecem, a tendência desses picos de energia é se adaptar à rotina dos outros moradores da casa, o que diminui os miados.

Gato miando a noite inteira pode ser medo

Como gatos são animais bastante apegados à rotina, é comum que alguma mudança brusca possa causar algum tipo de desconforto. O medo pode ocorrer devido à insegurança dos felinos em casos de mudança de residência ou de algum móvel novo que você possa ter comprado que ele estranhou, por exemplo.

Outras causas podem ser barulhos estranhos vindos de casas de vizinhos, cheiros de outros animais, serem acordados subitamente pelos donos, fogos de artifícios… A melhor forma de lidar com isso é prestando atenção no comportamento do animal e quando ele começa a ficar irritado para ajudá-lo a se acalmar.

Gato idoso pode miar alto à noite

Assim como envelhecer é um processo natural que pode trazer complicações físicas aos humanos, os gatos também podem passar por tudo isso conforme envelhecem. Um dos efeitos que podem ocorrer com o passar do tempo é a Síndrome de Disfunção Cognitiva (SDC), que os deixa desorientados.

Essa síndrome, que afeta diretamente o cérebro do animal, possui diversos sintomas, como a mania de miar à noite. Ela é relativa ao Alzheimer, doença que afeta humanos mais velhos, e é causada pelo envelhecimento, por fatores genéticos, nutricionais e até metabólicos. Se desconfia que seu gatinho esteja sofrendo com ela, consulte um médico.

Período de acasalamento

Gatos não castrados, tanto fêmeas, quanto machos, podem miar mais intensamente durante o período de acasalamento, seja durante o coito ou não. Gatas fêmeas, ainda, utilizam miados altos para chamar a atenção do macho, que costuma, inclusive, fugir de casa para acasalar. Os miados, durante o coito, ficam muito intensos.

A solução para esse problema é simples: castração. Além de evitar superpopulação de gatos e algumas doenças, faz com que os miados causados por esse motivo acabem. Mas, atenção: não utilize anticoncepcionais para gatas fêmeas, pois podem causar diversos problemas graves de saúde, inclusive morte. Aposte sempre na castração segura.

Problema de saúde

Assim como na Síndrome de Disfunção Cognitiva, outra causa para os miados excessivos podem ser o hipertireoidismo, que ocorre devido à produção excessiva de hormônios da tireoide, ou doenças renais, que ocorrem devido à má alimentação ou à falta regular de ingestão de água.

Gatos mais idosos podem sofrer mais frequentemente com essas doenças, que também são acompanhadas de mudanças de humor e comportamento. Caso você repare que seu gatinho apresenta algum comportamento irregular, não hesite em levá-lo a um veterinário. Check-ups regulares também são sempre bem-vindos.

O que fazer quando meu gato fica miando muito à noite?

Gato miando

Depois de identificar os motivos pelos quais seu gato mia à noite, é hora de tomar alguma atitude. Confira abaixo como proceder em cada caso para ajudar seu amigo a acalmar os ânimos!

Ignore quando necessário

Os miados podem ocorrer principalmente quando o gato quer chamar a atenção do dono. A partir do momento em que a causa é identificada, o tutor pode perceber quando os miados ocorrem por necessidade ou simplesmente para chamar atenção.

Se você atende os chamados do seu gatinho toda vez que ele pede atenção, ele pode acabar se acostumando com isso e apelando para os miados com uma frequência maior, por isso a dica é saber ignorar quando necessário: se ele não possui motivos graves, com o tempo ele acaba cessando os miados.

Ajude seu amigo idoso ou filhote

Gatos filhotes, normalmente recém-adotados, ainda estarão se acostumando com seu novo lar e, portanto, acabam miando com frequência. O mesmo vale para os idosos: devido às doenças, eles acabam necessitando de cuidados específicos. Dito isso, algo que todos os gatos necessitam é se sentirem seguros e confortáveis em casa.

Para que seu gato filhote ou idoso se sinta seguro, providencie tocas, caminhas e locais onde eles possam se esconder e dormir. Além disso, fique por perto sempre que puder, para evitar que fiquem sozinhos. Durante a noite deixe a luz de um cômodo ou abajur ligada, isso também vai ajudá-lo.

Ofereça seus itens básicos

Como falamos anteriormente, sempre confira se seu animal possui todos os itens necessários dispostos de formas que eles os encontrem facilmente: os potes de água e ração devem estar separados, de preferência em cômodos distintos, bem como a caixa de areia. Se puder separar uma caixa por animal, melhor ainda.

Além disso, algo que não deve ser descartado são os brinquedos. Gatos que têm uma variedade de arranhadores, brinquedos e locais para escalar e gastar energia são mais felizes e saudáveis, além de serem mais independentes. Brinquedos também são itens básicos e necessários.

Observe se há perturbações

Para que seu amigo não fique constantemente assustado nem tenha que ficar sempre em alerta, algo que faz com que ele descanse pouco e fique muito irritado, perceba se não existem objetos que o incomodam por perto, como robôs aspiradores, ou barulhos muito altos.

Uma dica é apostar em um santuário: apesar do nome chique, ele nada mais é que um local (como uma caixa ou uma caminha) para onde o gato possa fugir sempre que não quiser ser incomodado. Quando ele estiver lá, evite acordá-lo ou pegá-lo à força, pois isso o deixará assustado e acuado.

Dê atenção ao seu gato

Apesar de gastar energia com brinquedos e outros animais, os gatos ainda sentem a falta dos donos diariamente, especialmente durante as brincadeiras. Sempre que tiver um tempo, antes de dormir, brinque com ele por alguns minutos ou simplesmente dê carinho, se for o que ele estiver demandando no momento.

Isso vai fazer com que o gato gaste energia com mais facilidade, mas também encontre em você alguém em quem ele pode confiar e pedir ajuda quando precisar. Isso fará com que os laços entre vocês fiquem ainda mais fortes!

Incentive o gato a dormir a noite toda

Depois de gastar energia com outros gatos, com brinquedos e até com o dono, possivelmente o gatinho vai querer descansar bastante. Entretanto, garanta que isso irá acontecer no horário certo para que ele crie uma rotina de sono. Deixe-o brincar de dia e o estimule a dormir somente à noite.

Às vezes, enquanto você estiver dormindo, o gato pode querer brincar e talvez ele comece a miar chamando sua atenção. Essa é uma boa hora para ignorá-lo, atendendo-o somente quando você acordar. Isso vai ajudar o bichano a respeitar seus horários e a saber esperar o momento certo de cada coisa.

Leve seu amigo ao veterinário

Apesar de o costume popular dos donos de animais ser de levá-los ao veterinário somente quando encontram irregularidades, o mais correto é levar os gatinhos com certa frequência para fazer check-ups, especialmente os idosos, já que esses animais costumam mascarar com facilidade quando precisam de ajuda.

Esteja sempre atento a possíveis mudanças de humor ou comportamento, mas torne a visita ao veterinário algo regular. Assim você garante que a saúde do seu felino sempre estará em dia e não será pego de surpresa caso ele esteja doente. Melhor que o tratamento é a precaução!

Agora você já sabe como identificar o motivo pelo qual seu gato mia alto à noite!

Gato miando

Gatos são animais muito inteligentes, mas que demonstram alguns desconfortos de formas um pouco mais complexas. Saber identificar os motivos pelos quais os gatos miam alto à noite constantemente pode ajudar a resolver potenciais problemas que eles enfrentam no dia a dia, de forma a mantê-los mais calmos e felizes.

Lembre-se de sempre observar se, junto aos miados, não existem outras alterações de comportamento. Ao primeiro sinal de irregulares, conte com a ajuda de um especialista para saber como lidar melhor com seu bichinho. Com certeza isso vai ajudá-lo a entender melhor seu pet e melhorar o convívio entre vocês.

Autor deste artigo

Formada em Letras - Português pela Universidade do Estado de Minas Gerais, trabalho como redatora freelance e revisora de textos acadêmicos, e-books e artigos. Apaixonada por gatos e roedores.

Palavras-chave relacionadas


causas cuidados criar

Artigos relacionados


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Quantos anos vive um gato doméstico? Veja a média e compare!

Quantos anos vive um gato doméstico? Veja a média e compare!

Conheça a expectativa de vida de um gato e quais são os aspectos gerais que podem influenciar essa qualidade.


Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Neste artigo, você verá que os periquitos são aves de fácil adestramento de ótima convivência e que sua presença traz leveza ao ambiente doméstico.


Cachorro idoso: veja os sinais da idade e os cuidados

Cachorro idoso: veja os sinais da idade e os cuidados

Quem não quer seu cachorro idoso feliz e saudável até o fim de seus dias, não é mesmo? Vamos aprender os sinais de idade e os cuidados com amigo fiel!


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.