Conheça os tamanhos do Pinscher: 0, 1, 2 e 3 (miniatura)

Conheça os tamanhos do Pinscher: 0, 1, 2 e 3 (miniatura)

Veja nesse artigo os tamanhos que o Pinscher pode alcançar, e os cuidados necessários para que ele possa ter uma vida longa e saudável.


Você conhece todos os tamanhos do Pinscher?

Pinscher miniatura de cor caramelo

Você sabia que existem várias raças de Pinscher? Sim! Elas podem ser classificadas como: ​​Doberman, pinscher miniatura, pinscher alemão, Affenpinscher e cão pinscher sueco-dinamarquês. O Pinscher miniatura é também conhecido como Mini Pin, é bastante afetuoso, extrovertido e independente, porém nada sociável.

Essa raça precisa trabalhar a socialização desde filhotinho. Com sua personalidade forte e predominante, o Pinscher se torna um gigante para não deixar que qualquer pessoa chegue perto do seu tutor. A qualquer sinal de ameaça ou movimento diferente, rapidamente o pinscher se coloca em posição de alerta e faz questão de avisar a todos que está vendo uma movimentação esquisita ao seu redor.

Para conhecer mais sobre esta raça, com olhos meigos que é um tanque de energia, convidamos você a ler este artigo. Aqui, vamos apresentar os diferentes tamanhos que o Pinscher Miniatura pode ter, suas principais características e os cuidados necessários com esse companheiro.

Conheça os tamanhos do cão da raça Pinscher

Se você é um apaixonado pelos olhos pretos e arredondados desta raça, saiba que é possível escolher entre os quatro tamanhos que ela pode ter. Desde bem pequenino, conhecido como tamanho 0, até o tamanho 3. Veja abaixo as medidas de cada um.

Pinscher tamanho 0

Pinscher tamanho 0 de cor preta

Essa é a menor estatura de um Pinscher. Com uma altura entre 15 cm e 17 cm, o Pinscher deste tamanho pode pesar até 2,5 kg quando adulto. Sua expectativa de vida é de 12 a 15 anos. O Pinscher atinge sua maior altura aos 6 meses de vida.

Conhecido também como Pinscher Toy, esse tamanho é o menor de todos. Devido ao seu tamanho, é preciso ficar atento com as brincadeiras e diversões para evitar que a estrutura óssea do pinscher não seja prejudicada.

Pinscher tamanho 1

Pinscher tamanho 1 com flor no pescoço

O Pinscher tamanho 1 é a segunda variação de tamanho conhecida dessa raça. Assim como o tamanho 0, seus ossos são finos e pequenos, o que deve fazer com que seu tutor tenha bastante cautela nas interações com o pinscher e, também, atenção aos passeios e brincadeiras.

Esse Pinscher pode atingir um peso médio de até 3 kg e uma altura entre 20 cm e 25 cm. Essa medida para um Pinscher ainda é considerada abaixo do tamanho determinado como padrão para a raça.

Pinscher tamanho 2

Pinscher tamanho 2 ao ar livre

A Federação Cinológica Internacional, a FCI, é uma organização canina responsável por estabelecer os padrões de cada raça de cães e classificá-las de acordo com suas características.

De acordo com a FCI, o padrão da raça Pinscher Miniatura é de uma altura entre 25 e 30 cm e peso entre 4 e 6 kg. Inclusive, este tamanho é o mais popular no mundo todo, essas são as características de um Pinscher Tamanho 2. Portanto, a Federação considera como Pinscher legítimo essa variação da raça.

Pinscher tamanho 3 ou miniatura

Pinscher tamanho 3 deitado no sofá

No Brasil, esse tamanho de pinscher pode chegar ao peso aproximado de 5 kg e atingir um pouco mais de 30 cm de altura. Como a altura é maior do que a determinada pela FCI, esta variação da raça é considerada fora do padrão determinado.

Os quatro tamanhos apresentados acima são conhecidos apenas no nosso país. Ao comprar ou adotar um Pinscher é interessante conhecer o tamanho dos seus pais para saber qual o tamanho que seu cachorro poderá chegar na fase adulta, é importante também, verificar a credibilidade do criador.

Características dos diferentes tamanhos de pinscher

Pinscher de cor preta no colo do dono

A seguir vamos conhecer mais sobre a origem e história dessa raça que muitos acreditam ser descendentes do Doberman, mas não é bem assim. Também vamos aprender sobre a pelagem, expectativa de vida, comportamento e personalidade da raça.

Origem e história

Registrado no American Kennel Club em 1925, o Pinscher Miniatura ou Mini Pin, como também é conhecido, é o resultado do cruzamento das raças terriês, Dachshund e Greyhound. Apesar de ser bastante incerta, registros mostram sua origem na Alemanha há cerca de duzentos anos.

Essa raça era popular no país antes mesmo da Primeira Guerra Mundial, quando muitos cães morreram na batalha. A popularidade da raça na América, começou em meados de 1900, após sua primeira exposição em Stuttgart. Essa exposição chamou atenção de alguns criadores que decidiram dar início a popularização da raça.

Pelagem

Seu pelo é curto, denso e liso. A coloração pode vir em vermelho cervo, vermelho castanho, ou então, preto e castanho. Essa raça pode ter manchas nas patas e no rosto. Essas manchas podem ser marrons ou vermelhas. Para deixar o pelo do seu Pinscher brilhante, o ideal é que você os escove sempre.

Assim, além de evitar a queda dos pelos em casa, sua aparência fica bastante lustrosa. A escovação pode ser feita com luvas específicas que soltam o pelo morto, deixando sua pelagem mais bonita. Sua adaptação é melhor em ambientes quentes e temperados.

Expectativa de vida

A expectativa de vida do Pinscher é de 12 a 15 anos. Para garantir uma vida saudável, é indispensável que sua alimentação seja regrada e equilibrada. Outro ponto que deve ser observado são as visitas regulares ao veterinário, de modo a manter em dia a vacinação e a vermifugação.

Se seu cachorro apresentar tremedeiras, não se preocupe. É bastante comum essa raça apresentar essa reação. Isso é uma característica do Pinscher e pode ocorrer por causas físicas, como dor, frio, medo, felicidade ou problemas neurológicos.

É uma raça muito barulhenta ou bagunceira?

Quem nunca se assustou ao caminhar na rua e se deparar com um minúsculo cachorro fazendo um estardalhaço porque você está se aproximando? Esse é o pinscher. Sua energia é grande e isso exige bastante corrida e atividade. Dono de atenção, o tutor precisa fazer-lhe companhia na maior parte do tempo.

Como um exímio cão de guarda, o Pinscher é corajoso, territorialista e protetor. Para mostrar sua personalidade forte, essa raça não hesita em latir para assustar, mostrar que ele é quem manda e que é o defensor do seu tutor.

Compatibilidade com outros animais

Extremamente inteligente e sabichão, o pinscher não é considerado uma raça muito amigável. Apesar de seu pequeno tamanho e corpo compacto, sua convivência com outros animais deve ser bem pensada desde seu nascimento. O adestramento desde filhote é o mais indicado para trabalhar esse aspecto.

A socialização não é uma qualidade para esta raça. Porém, se acostumado desde o nascimento a conviver com outros animais, o Pinscher se dá bem com outras companhias. Se já é adulto, o tutor precisará de um cuidado especial para que a convivência seja pacífica.

Costuma se dar bem com crianças e desconhecidos?

Se as crianças já estiverem crescidas, o Pinscher pode se dar bem. Porém, para bebês e crianças menores, que podem não ter tanta cautela ao brincar com o pinscher, essa raça não é recomendável. Altamente frágil, não é aconselhável que seja apertado ou sacudido.

Com desconhecidos, o risco de mostrar seus dentes e latir bastante, é alto. Essa atitude o torna intimidador. Muito protetor de seu tutore e demasiadamente territorialista, essa raça vê a aproximação de pessoas como uma ameaça.

Pode ficar sozinho por muito tempo?

A resposta para esta pergunta é não. O Pinscher adora companhia e estar perto de seu tutor. Carente de atenção, se ficar muito tempo sozinho, essa raça pode apresentar ansiedade, irritabilidade e agressividade. O que o leva a querer morder e destruir objetos que vê pela frente.

Se você precisa deixá-lo sozinho uma parte do dia ou por um tempo ainda maior, o ideal é que você o acostume desde filhote. Porém, caso ele não esteja acostumado desde o nascimento a estes momentos de solidão, o aconselhável é que você faça uma transição e um treinamento específico para este momento.

Cuidados com o Pinscher em todos os tamanhos

Rosto do Pinscher no detalhe

Dependendo do tamanho que seu Pinscher tem, sua estrutura pode ser bastante frágil e isso demanda cuidados nas brincadeiras, bem como uma alimentação equilibrada, atividade física e higiene com pelos, unhas e dentes. Vejamos agora que cuidados você precisa ter para garantir uma boa vida ao seu companheiro.

Cuidados com o filhote

O Pinscher é bem pequeno e quando filhote, é ainda menor. Então, todo cuidado é importante para que seu cãozinho não fuja por pequenas brechas. Como sua estrutura é frágil, enquanto filhote a atenção deve ser redobrada para evitar machucados, quedas e apertões. Qualquer queda ou tropeço pode colocar em risco a musculatura e nervos do seu cachorro.

Seguir o calendário de vacinação e vermifugação é obrigatório para garantir um cãozinho sempre disposto e com saúde. Lembre-se que seus passeios fora de casa só podem ter início após os 120 dias de vida e estar devidamente vacinado.

Quanto devo dar de comida?

Para filhotes, a quantidade de comida pode variar entre 16 e 90 gramas. Já um pinscher adulto deve ingerir entre 24 a 84 gramas por dia de comida. A variação ocorre de acordo com seu peso e tamanho.

Enquanto filhotes, esta raça deve comer de 3 a 4 vezes ao dia. Quando adulto, 2 vezes ao dia é o suficiente para saciar sua fome e manter uma alimentação equilibrada. Por ter muita energia, o Pinscher tende a querer comer mais do que o necessário. Portanto, para evitar problemas futuros de obesidade, a alimentação deve ser regulada.

Essa raça necessita de muitas atividades físicas?

Por serem bastante ativos e energéticos, a atividade física e brincadeiras com seu tutor devem fazer parte da sua agenda diariamente. Você pode elaborar brincadeiras com bolas e frisbees. A atividade física só fará bem ao seu companheiro. Ela trará mais fortalecimento à musculatura do seu cachorro, colabora na manutenção do peso, ajuda a gastar energia e diminui os riscos de lesões.

Considerada uma raça bastante espirituosa e com muita energia, é ideal que saia para um passeio ao menos duas vezes ao dia. E dentro de casa, prepare-se para bastante correria de um canto para o outro.

Cuidados com o pelo da raça

O pelo do seu pinscher deve ser escovado diariamente. Apesar de ser curto, o pinscher solta bastante pelo. A escovação, além de evitar a queda de pelo em casa, ajuda a manter o brilho da pelagem. É normal que haja troca de pelos, nesta raça, onde novos pelos nascem mais finos ou mais densos, no lugar dos pelos velhos.

Isso acontece graças ao envelhecimento do próprio pelo. Essa troca acontece normalmente na primavera e no outono. Porém, se a troca de pelo for acompanhada por algum outro sintoma, é preciso procurar um veterinário para saber o que está acontecendo.

Cuidados com unhas e dentes do cão

Para proteger a saúde bucal do seu Pinscher, é necessário que você escove os dentes do seu cãozinho diariamente. O veterinário é a melhor pessoa para indicar qual o melhor produto a ser usado para a escovação.

Quando necessário é bom fazer também uma limpeza de tártaro. Essa limpeza irá reforçar a saúde dos dentes. Outra opção, é oferecer petiscos que ajudam na limpeza dentária. Assim como os dentes precisam estar saudáveis, as unhas não podem ficar grandes demais. Corte sempre as unhas do seu pinscher, se possível, a cada duas semanas para evitar que as mesmas o machuquem ao se coçar.

Do tamanho 0 ao 3, o Pinscher sempre será um fiel companheiro

Pinscher deitado ao ar livre

Como vimos no decorrer do artigo, o pinscher é uma raça amorosa, fiel e muito companheira de seu tutor. Sua lealdade é tamanha que esse cão protege fortemente seu tutor. Por isso, não é muito sociável com pessoas desconhecidas e devem estar acompanhados de um adulto quando estiverem com crianças pequenas.

Com uma história e origem um tanto indefinida, esse cão já tinha popularidade alta antes mesmo da Primeira Guerra Mundial. E, logo em seguida, ganhou o coração da América. Com uma pelagem reluzente, sua estrutura física demanda atenção para prevenir fraturas e machucados.

Para mantê-lo saudável, o ideal é sempre fazer visitas ao veterinário e deixar seu cartão de vacinação em dia. Se você decidir adotar um pinscher saiba que sua vida será agitada e cheia de brincadeiras. Energia não falta a esse pequeno cachorro.

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Cuidador de cachorro: o que fazem, como se tornar e mais!

Cuidador de cachorro: o que fazem, como se tornar e mais!

O cuidador de cachorro é o profissional responsável por cuidar do seu pet quando você precisa se ausentar. Saiba como escolher ou se tornar um!


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.


Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Quer ter um cachorro marrom? Conheça a seguir várias raças com essa coloração dividida em porte grande, médio e pequeno, assim como suas características!


Últimos posts


Cuidador de cachorro: o que fazem, como se tornar e mais!

Cuidador de cachorro: o que fazem, como se tornar e mais!

O cuidador de cachorro é o profissional responsável por cuidar do seu pet quando você precisa se ausentar. Saiba como escolher ou se tornar um!


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.