Diferenças entre pulga e carrapato: exemplos e como eliminar

Diferenças entre pulga e carrapato: exemplos e como eliminar

Você sabe qual é a diferença entre uma pulga e um carrapato? Confira a seguir tudo sobre essas duas espécies e como eliminá-las do ambiente e do seu animal.


Há diferença entre a pulga e o carrapato?

Pulga e carrapatos macho e fêmea

Com certeza você já deve ter visto um desses dois animais e se questionado: isso é uma pulga ou um carrapato? Pensando nessa dificuldade em diferenciá-los, escrevemos este texto. Ao longo dele, você verá que embora os dois animais sejam parasitas, existem muitas diferenças entre eles.

Neste artigo, você aprenderá a identificar quais são as diferenças visuais entre uma pulga e um carrapato, bem como as distinções que podem ocorrer desde a maneira como se reproduzem até os impactos que causam no ambiente e hospedeiros. Para finalizar, você verá o que fazer para evitar e eliminar esses parasitas, deixando seu ambiente e seus animais de estimação seguros. Veja abaixo mais informações!

Diferenças visuais entre a pulga e o carrapato

Pulga e carrapato

Apesar de existir um senso comum que acredita que pulgas e carrapatos sejam parecidos, a verdade é que existem muitas diferenças. Confira a seguir quais são elas, e como identificá-las.

Tamanho

Embora os carrapatos e pulgas sejam ectoparasitas, suas semelhanças terminam aqui. Cuidadores de gatos e cachorros podem não notar, mas, uma das principais distinções entre esses dois invertebrados é o fato de serem de tamanhos diferentes.

Sendo assim, uma pulga pode chegar a medir cerca de 2 a 4 milímetros, enquanto um carrapato pode medir de 0,03 mm a 2 cm. Os carrapatos, em geral são pequenos, mas podem aumentar de tamanho conforme se alimentam do sangue do hospedeiro.

Anatomia

A anatomia entre os dois animais também é divergente, os carrapatos são da família dos aracnídeos, enquanto as pulgas são da família dos insetos. Sendo assim, os carrapatos, possuem três pares de pernas longas, cheias de pelos e com uma garra na ponta. Além disso, eles possuem um corpo pequeno, achatado e liso.

Já as pulgas, tem seu corpo dividido em cabeça, com duas antenas, tórax e abdômen. Apesar de ser um inseto, a pulga não possui asas. Mas conta com uma placa dura que cobre todo o seu corpo junto com pelos.

Coloração

Como você pôde ler no tópico anterior, a pulga e o carrapato são de famílias diferentes. Isso pode ser percebido também através de suas colorações, que não são as mesmas As pulgas, quando adultas, possuem uma cor marrom-avermelhada, diferente dos carrapatos que podem ter diversas tonalidades.

Um carrapato recém alimentado, vai ter um tom mais vermelho do que um carrapato que se alimentou a mais tempo. Já quando estão em processo de digestão de seu alimento, no caso, o sangue, eles voltam a ficar pretos.

Diferenças fisiológicas entre a pulga e o carrapato

Carrapatos de tamanhos diferentes

Assim como possuem diferenças físicas a pulga e o carrapato também contam com divergências na sua fisiologia, ou seja, na sua reprodução e resistência, por exemplo. A seguir, veja mais sobre as características fisiológicas de cada um deles.

Ciclo de vida e reprodução

Passam por quatro estágios até atingir a vida adulta: o de ovo, larva, pupa e então adulta, as pulgas se reproduzem colocando cerca de 30 ovos por vez. Além disso, uma pulga pode viver por 4 meses depois de atingir a fase adulta, enquanto um carrapato fêmea, apenas 4 anos. Já os carrapatos machos morrem logo após o acasalamento.

Na reprodução, as fêmeas colocam 2000 ovos que eclodem em até 60 dias. Então, a partir do momento em que os ovos eclodem, os carrapatos levam cerca de 6 dias até que atinjam a fase adulta.

Capacidade de transmissão

Tanto a pulga quanto o carrapato são animais que podem transmitir doenças para outros animais e para o ser humano. Por serem parasitas que se alimentam de sangue, as chances deles contaminarem cachorros, gatos e pessoas, por exemplo, se tornam maiores.

As principais doenças que um carrapato pode transmitir aos cachorros e gatos é a febre maculosa, também transmissível aos humanos. Um dos principais sintomas são febre alta e dor muscular. Já as pulgas podem transmitir tanto aos gatos quanto aos cachorros, vermes, causar anemia e alergias na pele.

Resistência ao frio

Para muitos, pulgas e carrapatos morrem em temperaturas amenas. Entretanto, esses dois animais têm muita resistência ao frio. Com isso, uma pulga adulta pode morrer caso seja submetida a uma temperatura de -4º C.

Já as pulgas em fase de larva e pupa ou no estágio de casulo podem sobreviver ao inverno tranquilamente. Isso é possível apenas pelo fato de sua proteção ser maior que das pulgas adultas. Em contrapartida, para que os carrapatos morram no inverno, é preciso que sejam expostos a uma temperatura de apenas 15º C.

Mais diferenças entre a pulga e o carrapato

Pulga vista de perto

Agora que você já sabe quais são as diferenças entre uma pulga e um carrapato. Confira como são suas formas de locomoção e de infestação nos ambientes e nos animais, por exemplo.

Forma de locomoção

A forma de locomoção da pulga ocorre com o auxílio de suas pernas, se locomovendo apenas por saltos, elas chegam a uma altura de 18 cm quando pulam. Isso é possível, por terem 6 pernas que contam com garras nas pontas, que ajudam a se fixarem após o salto.

Já os carrapatos, por serem da família dos aracnídeos não saltam. Com 8 pares de pernas, os carrapatos se locomovem andando por todos os lados. Além disso, eles também possuem pernas muito fortes que o ajudam a se fixar sobre o seu hospedeiro.

Forma de infestação

Uma possível infestação de pulga ou carrapato ocorre da mesma forma para os dois, e pode se alastrar por vários motivos. Alguns dos principais são o contato com animais infectados, acúmulo de poeira e a falta de limpeza da casa. Esse é o ambiente perfeito para que os parasitas se proliferem.

Outra forma de causar uma infestação é quando seu animal de estimação ou até mesmo você, entram em contato com um ambientes de mata, pois as pulgas e os carrapatos ficam fixados nas folhagens. O verão é uma época muito propícia a acontecer infestações, pelo fato destes parasitas se reproduzirem com mais facilidade.

Impactos no hospedeiro e no ambiente

As pulgas podem ter muitos impactos que causam prejuízos à saúde do seu hospedeiro. Elas podem causar desde uma anemia até lesões na pele de animais e pessoas. Já o impacto causado no ambiente, tanto pela pulga quanto pelo carrapato é o desconforto de tê-los sobre o chão e móveis da casa.

Entretanto, os carrapatos podem causar doenças, pois seu animal de estimação pode ter desde febres até a diminuição de seu nível de atividade, o que não ocorre com a pulga.

Como evitar e eliminar as pulgas e carrapatos

Pulga na pele humana

Assim como existem várias maneiras de infestação desses dois animais, existem também algumas formas de evitar e eliminá-los do ambiente e dos animais. Veja a seguir, algumas dicas de como fazer.

Como evitar a infestação de pulgas e carrapatos?

Existem métodos simples e rápidos que podem ser feitos no dia a dia para evitar ambos, como limpar a casa com o auxílio de um aspirador de pó, dar banho em gatos e cachorros com shampoo antipulgas e andar de roupa fechada quando estiver na mata. Esses cuidados são suficientes no que diz respeito às pulgas.

Entretanto, os carrapatos por serem mais resistentes, faz-se necessário um método mais eficaz como aplicar carrapaticida no quintal e na casinha do animal de estimação, para conseguir assim, eliminá-los totalmente.

Como eliminar as pulgas e carrapatos do animal?

As pulgas não gostam de coisas ácidas, o que ajuda no processo de eliminação das mesmas. Dessa forma para eliminá-las do animal, você pode usar métodos caseiros como passar frutas cítricas, como a laranja e o limão no pelo do animal, mas lembre-se de não passar na pele dele, pois pode causar irritações.

Pelo fato de os carrapatos serem mais fortes que as pulgas, quando um animal está infestado, o indicado é que você o leve a um veterinário, para que ele receite o medicamento correto para o tamanho e peso do seu animal.

Como eliminar as pulgas e carrapatos do ambiente?

Para eliminar pulgas do ambiente, você precisa aspirar todos os cantos pelo menos uma vez a cada 10 dias, e ao retirar o saco do aspirador, faça isso longe, para evitar que as pulgas voltem. Para eliminar as pulgas do ambiente externo, o indicado é contratar um serviço de dedetização, para que passe veneno antipulgas uma vez ao ano na área infestada.

Porém, para eliminar os carrapatos, você precisará fazer a dedetização a cada 30 dias do ambiente externo, até que não tenha mais sinais do parasita. Bem como, dentro da casa, usar regularmente sprays que são vendidos em pet shops, para ajudar a eliminá-los.

Livre você e seu animal de estimação desses parasitas

Carrapato segurado com uma pinça

Ao longo deste artigo, você leu que existem várias diferenças entre uma pulga e um carrapato. Aprendemos que suas semelhanças são apenas pelo fato de se alimentarem de sangue e por serem parasitas. Logo, as diferenças visuais são nítidas quando observadas. Em seguida, vimos que as diferenças não são apenas visuais, pois a fisiologia da pulga e do carrapato também se diferem.

Seus ciclos de vida, reprodução, forma de locomoção e resistência, por exemplo, são distintos. Também vimos neste artigo que é possível evitar e eliminar pulgas e carrapatos que estejam em sua casa e em seu animal de estimação. Então, agora que você tem todas essas informações, está mais que preparado para livrar você e seu animalzinho desses parasitas. Afinal, eles são prejudiciais à saúde.

Autor deste artigo

Atualmente sou redatora e criadora de conteúdo para redes sociais. Já tive muitos animais de estimação, desde cachorros até peixes, e hoje, dedico-me a escrever sobre eles.

Artigos relacionados


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.


Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Quer ter um cachorro marrom? Conheça a seguir várias raças com essa coloração dividida em porte grande, médio e pequeno, assim como suas características!


 Lagartixa come escorpião? E aranha? Veja e se surpreenda!

Lagartixa come escorpião? E aranha? Veja e se surpreenda!

Está tendo problemas com aracnídeos? Confira neste artigo quais insetos ou animais são predadores deles e aprenda muitas dicas para se livrar desses venenosos!


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.