Peixes marinhos: descubra espécies incríveis e curiosas!

Peixes marinhos: descubra espécies incríveis e curiosas!

Conheça um oceano de informações a respeito dos incríveis peixes marinhos em um guia de espécies surpreendente!


Conheça algumas espécies de peixes marinhos para aquário

Aquário com peixes marinhos

Caso você seja amante de aquarismo ou aprecie a exuberância de peixes marinhos, conheça mais a respeito de peixes marinhos próprios para aquário!

Não é simples povoar um aquário de água salgada: deve-se conhecer, principalmente, quais espécies são adaptadas à presença de outros peixes. Além disso, há fatores, como o grau de compatibilidade entre peixes, que devem ser levados em conta.

Você conhecerá, a seguir, as principais espécies de peixes marinhos indicados para aquário de acordo com a gradação de tamanho: dos menores para os maiores. Vamos lá!

Peixes marinhos pequenos

Aquário com alguns peixes marinhos

Peixes marinhos de pequeno porte têm uma grande vantagem em relação aos demais: o aquário de água salgada pode ter tamanho reduzido. Entretanto, apesar de pequenos animais, são grandes quanto à beleza e chamam muita atenção. Conheça alguns deles:

Angel Bicolor

Peixe marinho Angel Bicolor

O peixe Angel Bicolor (Centropyge bicolor) representa uma espécie de peixe marinho facilmente reconhecida por suas marcantes cores: sua cauda e a metade frontal de seu corpo são amarelas; a parte traseira e a região ao redor dos olhos são azuis.

Eles devem ser adicionados a aquários bem estabelecidos e maduros, pois apreciam rochas vivas e estáveis.

Possuem, em média, entre 6 cm e 8 cm e vivem de 5 a 10 anos. O ideal é que se mantenha apenas um exemplar no aquário, pois podem tornar-se agressivos com seus semelhantes.


Peixe-palhaço

Peixe-palhaço marinho

Os peixes-palhaço, popularizados com o filme da Disney “Procurando Nemo”, são peixes marinhos que abrangem cerca de 30 espécies e são criaturas belas e coloridas que se relacionam muito bem com anêmonas.

A maioria dos peixes-palhaço crescem até os 10 cm, sendo que as fêmeas costumam ser maiores do que os machos.

Caso você povoe seu aquário com eles, certifique-se de que há corais e anêmonas para que eles se sintam confortáveis! Além disso, é recomendável que se adquira um casal de peixes para que formem um casal e que procriem.

Donzela

Peixe marinho Donzela

O peixe Donzela (Donzela Kupang) é típico do Pacífico Sul e é um dos peixes mais populares para o aquarismo devido à sua resistência e à sua longevidade.

São peixes marinhos bem tolerantes quanto às condições do aquário e considerados territorialistas. Assim como os peixes-palhaço, apreciam bastante anêmonas e gostam de viver entre elas.

Podem chegar a até 7 cm de comprimento. Quanto à alimentação, comem pequenos crustáceos, no entanto, em aquários, são facilmente adaptadas a rações.

Dottyback Bicolor

Peixe marinho Dottyback Bicolor

Os peixes Dottyback Bicolor são conhecidos por serem resistentes e pouco exigentes e, por isso, são uma ótima escolha para aquaristas iniciantes. Em cativeiro, chegam a atingir 5 cm de comprimento.

São peixes marinhos pequenos e pacíficos. Geralmente, não incomodam outros peixes e nem invertebrados, entretanto, podem ser agressivos com outros indivíduos da própria espécie. Quanto à alimentação, são carnívoros, por isso, é interessante alimentá-los com pequenos camarões de água salgada ou com rações específicas.

Peixes marinhos médios

Aquário com alguns peixes marinhos

Existem, também, os peixes marinhos de médio porte. Eles são ideais para o povoamento de aquários um pouco mais equipados, pois embelezam estruturas com capacidade de 200 a 300 litros. Conheça algumas espécies:

Borboleta-bicuda

Peixe marinho Borboleta Bicuda

Os peixes borboleta-bicuda (Chelmon rostratus), também chamados de Copperband Butterfly, não podem faltar no seu aquário. São oriundos dos oceanos Pacífico e Índico e popularmente conhecidos por terem longos “bicos”

Seu comprimento chega a 20 cm. Como é peixe marinho de tamanho médio, o aquário deve ser maior do que 200 litros. Ademais, o habitat deve ser construído com plantas, pedras, rochas vivas ou raízes que formem pequenos esconderijos.

São peixes que raramente se reproduzem em cativeiro e que devem ser mantidos sozinhos, uma vez que dificilmente toleram outros da mesma espécie dentro do aquário.

Longfin Bannerfish

Peixe marinho Longfin Bannerfish

Os peixes Longfish Bannerfish, também conhecidos como peixes-bandeira marinhos ou peixes-coral são muito pacíficos e devem ser mantidos em grupos no aquário. Podem chegar a até 25 cm e possuem listras brancas e pretas. Suas barbatanas dorsal e caudal são amarelas.

Possuem origem Indo-Pacífica e, na natureza, alimentam-se de zooplâncton. No aquário, podem comer ração específica para peixes ornamentais.

Tang purple

Peixe marinho Tang Purple

O Tang Purple (Zebrasoma Xanthurum) é um peixe originário do Mar Vermelho que possui uma coloração roxa intensa e brilhante quando bem alimentado. Possui, geralmente, entre 12 cm a 15 cm.

É comumente chamado de peixe-cirurgião de cauda-amarela, pois seu corpo é roxo-azulado e sua barbatana caudal é amarela. É uma espécie nativa do Oceano Índico.

No aquário, é recomendado que se introduza espécies diferentes ou, caso haja mais peixes do tipo Tang, que sejam de gêneros diferentes, pois assim será possível limitar quaisquer comportamentos agressivos partidos do Tang Purple.

Peixe Sargento

Peixe Sargento marinho

O peixe sargento ou castanheta-das-rochas habita mares tropicais e subtropicais de todo o mundo e é frequentemente observado na costa brasileira. Possui tal nome devido às barras coloridas em seu corpo que fazem lembrar a insígnia militar correspondente.

Possuem, em média 15 cm, podendo chegar a até 22 cm. Na natureza, são peixes marinhos que costumam viver solitários ou em pequenos grupos, alimentando-se de vegetais e de pequenos invertebrados, como zooplânctons.

Peixes marinhos grandes

Alguns peixes marinho grandes

Enfim, peixes marinhos grandes são ideais para aquários de 300 a 500 litros. A seguir, há exemplos de espécies chamativas e exuberantes para inserir no seu aquário marinho.

Morcego (Orbicular Batfish)

Peixe marinho Morcego

O peixe-morcego, também conhecido como Orbicular Fish, é um peixe marinho originário das águas dos oceanos Índico e Pacífico.

Na natureza, os machos podem crescer até 50 cm. O corpo dos peixes-morcego é muito fino, quase discoidal, e sua cauda representa cerca de 20% do comprimento do corpo.

Tubarão-bambu

Peixe marinho Tubarão-bambu

O tubarão-bambu (Chiloscyllium punctatum) é um peixe cartilaginoso que pode chegar a até 1 metro de comprimento. São animais que habitam originalmente regiões costeiras dos oceanos Pacífico e Índico.

A alimentação do animal consiste, basicamente, de lulas e pedaços de peixe. Ademais, eles vivem cerca de 10 anos em cativeiro.

Blue Face Angel

Peixe marinho Blue Face Angel

Também conhecidos como peixes-anjo-de-face-azul, possuem origem Indo-Pacífica. Exigem um aquário de, no mínimo, 400 litros. Atingem cerca de 30 cm de comprimento e costumam ser solitários.

Atenção! Deve-se tomar cuidado para não misturar vários indivíduos desta espécie no mesmo aquário, visto que são animais extremamente territorialistas.

Moréia banana

Peixe marinho Moréia Banana

O peixe moréia banana, também conhecido como moréia-dourada, pertence à família Muraenidae e exige um aquário de, no mínimo, 450 litros. Possuem cerca de 40 cm e seu corpo tem formato de serpentina.

Devido ao fato de que sua morfologia ser semelhante à de uma enguia, frequentemente o peixe é chamado de enguia banana ou de moréia banana, seu nome mais popular. É um peixe carnívoro e solitário.

Peixes marinhos são incríveis e exuberantes!

Crianças observando aquário com peixes marinhos

Aqui você conheceu um oceano de informações sobre peixes para aquários de água salgada de vários tamanhos. É importante conhecer tais informações antes de compor seu aquário, posto que as dimensões dele devem ser, antes de tudo, estudadas para que, assim, seus peixes possam ser comportados confortavelmente.

Ademais, os peixes marinhos possuem nichos ecológicos e hábitos variáveis, assim, não é recomendado misturá-los antes de entender como eles são em relação a outras espécies.

Ter um aquário marinho é ter um pedaço do oceano na sua casa! Ver como as populações de corais, os recifes e os peixes interagem entre si é incrível. Você se sentirá conectado com os seres marinhos e com todo o o seu ecossistema!

Autor deste artigo

Sempre me interessei muito pela escrita e, principalmente, por pets. Uni ambas as coisas e comecei a escrever me inspirando, primeiramente, em meus pets e, posteriormente, em outros.

Artigos relacionados


Peixes de pH neutro: descubra espécies e confira dicas!

Peixes de pH neutro: descubra espécies e confira dicas!

Você sabia que existe pH ideal para cada tipo de peixe? Saiba mais sobre a criação de peixes de pH neutro em aquários.


Últimos posts


Cuidador de cachorro: o que fazem, como se tornar e mais!

Cuidador de cachorro: o que fazem, como se tornar e mais!

O cuidador de cachorro é o profissional responsável por cuidar do seu pet quando você precisa se ausentar. Saiba como escolher ou se tornar um!


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.