Conheça o cachorro Rhodesian Ridgeback, o Leão-da-Rodésia!

Conheça o cachorro Rhodesian Ridgeback, o Leão-da-Rodésia!

Conheça tudo sobre essa raça conhecida como caçadora de leões, da alta performance combinado à sua personalidade dócil, cuidados e custos necessários.


Você conhece o cão Leão-da-Rodésia?

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Conhecido por ter sido utilizado para a caça de leões no passado, o Rhodesian Ridgeback ou Leão-da-Rodésia é um cachorro que, apesar da força, pode conviver harmoniosamente no ambiente doméstico.

Nesse artigo, conheça as características deste animal raro, como a crista que apresenta na pelagem de seu dorso, além de seu alto desempenho em competições, que tem como uma das razões a inteligência e velocidade.

Veja também quais são os cuidados necessários com saúde e indicações para alimentação. Confira, ainda, um guia com os custos essenciais para uma criação saudável, como a raça socializa e curiosidade sobre essa linhagem sul-africana.

Características da raça Rhodesian Ridgeback

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Surgido na selva africana para combater grandes animais, o Leão-da-Rodésia é um cachorro de porte musculoso e com uma marca única na pelagem do dorso. Confira detalhes sobre suas características a seguir.

Origem e história

A origem do Rhodesian Ridgeback se deu com a imigração de alemães e holandeses para colonização da região da antiga Rodésia, onde hoje fica Zimbábue, na África do Sul, nos séculos 16 e 17.

De acordo com os registros históricos, os europeus levaram cães de diferentes raças, como o mastiff, greyhound e dogue alemão, e eles cruzaram com os Khoi Khoi, cães semiselvanges de uma tribo nativa. Em seus primórdios, o Ridgeback era utilizado para guarda e para a caça de animais de grande porte, inclusive leões, por isso que também é conhecido como Leão-da-Rodésia.

Tamanho e peso

De acordo com o padrão da Confederação Brasileira de Cinofilia, o Rhodesian Ridgeback macho adulto chega a uma altura de 63 a 69 centímetros, enquanto a fêmea fica entre 61 e 66 centímetros.

Já o peso do macho atinge até 36,5 quilos na fase adulta, enquanto a fêmea alcança até 32 quilos. É considerado de grande porte. No entanto, apesar de ser musculoso e muito forte, o Leão-da-Rodésia apresenta agilidade e rapidez, por isso não é tão pesado quanto outros cães grandes.

Pelagem do Leão-da-Rodésia

O pelo do Rhodesian Ridgeback é curto e denso, liso e brilhante, mas não chega a ser sedoso ou a ter a textura como a da lã. As cores possíveis são trigo pálido e vermelho trigo.

O pelo pode apresentar mancha branca no peito e nos dedos. O focinho e as orelhas podem ser de cor preta. A maior característica de sua pelagem é uma crista no dorso, como um moicano, dos ombros aos quadris, com pelos crescendo na direção contrária em relação aos demais.

Expectativa de vida

A expectativa média de vida do Rhodesian Ridgeback fica entre 10 a 12 anos. Sua longevidade está associada a uma alimentação balanceada, exercícios e visitas rotineiras ao veterinário.

O tempo de vida também está ligado à prevenção e diagnóstico de doenças às quais ele possa ter propensão, como displasia coxofemural (má formação do quadril), risco de torção gástrica, obesidade e problemas do coração. Também se trata de uma raça que costuma beber pouca água, por isso é preciso atenção com isso, para que não apresente problemas renais.

Personalidade da raça Rhodesian Ridgeback

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Apesar do porte imponente, o Leão-da-Rodésia é dócil e silencioso no ambiente familiar. Confira na sequência detalhes sobre seu temperamento e como essa raça socializa com pessoas e animais.

É uma raça muito barulhenta ou bagunceira?

O Rhodesian Ridgeback é conhecido com um cão que não late muito e que, quando o faz, é porque detectou um potencial ameaça. Por isso, não costuma gerar problemas com isso ao tutor.

Apesar de ser um animal amigável, não costuma ser bagunceiro quando está se divertindo, mas devido ao grande porte, é preciso tomar cuidado com objetos que possa derrubar durante movimentos mal calculados. Como outras raças, pode desenvolver desvios comportamentais como destrutividade ou passar a latir mais se passar muito tempo sozinho, ou em lugares muito pequenos.

Compatibilidade com outros animais

O Rhodesian Ridgeback é um cachorro que caçava em matilha em seus primórdios, o que o faz sentir a necessidade de socializar com outros animais até hoje. Portanto, socializar com outros animais não será um problema, mas até uma das soluções para evitar carência. No entanto, é preciso que ele se acostume com este convívio desde cedo.

Como para todo cão com instinto de caça, para o Leão-da-Rodésia também vale o alerta de que pode atacar pets pequenos ao confundi-los com presas.

Costuma se dar bem com crianças e desconhecidos?

Apesar de seu grande porte, o Rhodesian Ridgeback é considerado um bom companheiro das crianças, apresentando simpatia e docilidade. Quando não gosta de alguma brincadeira mais bruta, costuma apenas se afastar.

No entanto, é preciso que haja supervisão de um adulto, já que trata de uma raça muito forte, que pode machucar uma criança sem querer numa brincadeira. Geralmente, fica reservado e até socializa depois de um tempo com desconhecidos que chegam com o tutor. Com desconhecidos que chegam sozinhos, pode agir como cão de guarda e encurralar a pessoa.

É uma raça fácil de adestrar?

O Rhodesian Ridgeback tem facilidade para aprender durante o adestramento e, uma vez que os ensinamentos sejam transmitidos, costuma ser obediente. No entanto, durante o adestramento, pode apresentar certa teimosia, o que pode ser contornado pela persistência. Também por isso, é muito importante que o treinamento comece desde filhote.

Entre os ensinamentos essenciais, estão a obediência ao dono para ficar parado, já que se trata de uma raça com forte instinto de caça e que pode perseguir pequenos animais.

Pode ficar sozinho por muito tempo?

Apesar de ter certo grau de independência e não exigir carinho frequentemente, o Rhodesian Ridgeback é um cão muito companheiro e protetor da família que o acolhe e, por isso, acaba sentindo carência quando fica muito tempo sozinho.

Por isso, além de passeios e brincadeiras diárias, é recomendável ter outros animais em casa com os quais ele possa socializar. Também é recomendado dispor de um amplo espaço para ele viver, sendo ideais chácaras, sítios e fazendas. Mas um quintal amplo já deve ser o suficiente.

Preços e custos do cachorro raça Rhodesian Ridgeback

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Considerado relativamente raro, o Leão-da-Rodésia possui preço de compra maior do que outras raças, mas despesas de dia a dia semelhantes aos cães mais popularizados. Leia abaixo um guia de custos para sua criação.

Preço do cachorro Leão-da-Rodésia

Pouco popularizado no Brasil, o Rhodesian Ridgeback tem preços acima que os de outras raças de grande porte para guarda e companhia. O valor no mercado pet legalizado atual fica entre R$ 5.000,00 e R$ 7.000,00.

Os principais condicionantes do preço final são a oferta de pedigree, vacinação e vermifugação em dia e entrega com microchip. Também pode influenciar no preço a compra de um filhote gerado de um cão de alta performance comprovada em competições esportivas.

Onde comprar o cachorro Rhodesian Ridgeback?

Por ser considerada uma raça relativamente rara, a grande maioria dos clubes de cinofilia do Brasil não possui canis com ninhadas do Rhodesian Ridgeback credenciados. Na internet, no entanto, é possível encontrar criadores em regiões como Recife (PE) e Paulínia, no interior de São Paulo.

Como se trata de um animal pouco popularizado e com forte instinto de caça, adestradores reforçam a recomendação de buscar criadores legalizados, visitar o canil e pedir laudos de saúde, para não alimentar o mercado de exploração animal.

Gastos com alimentação

O pacote de 15 quilos de ração para um Rhodesian Ridgeback filhote custa a partir de R$ 130,00. Para um macho com seis meses e cinco quilos, o custo médio por mês será de R$ 52,50.

Já a ração de 15 quilos para um adulto com oito anos e 36 quilos tem preços a partir de R$ 159,00. Para esta faixa etária e porte, o custo é estimado em R$ 119,90 ao mês. Os custos variam conforme idade e peso do animal. O custo com petiscos será em torno de R$ 40,00 ao mês.

Veterinário e vacinas

As vacinas essenciais para o Rhodesian Ridgeback são a polivalente (V8 e V10, que protegem contra uma série de doenças) e a antirrábica. A polivalente tem primeira aplicação com um mês e meio, e dois reforços em intervalos de 25 dias, seguidos por manutenções anuais.

Já o imunizante contra a raiva tem primeira dose aos quatro meses e reforços anuais. As visitas de rotina ao veterinário têm preços que variam de R$ 100,00 a R$ 200,00, de acordo com o profissional ou clínica.

Vermífugo e antipulgas

A vermifugação do cachorro deve começar entre 15 e 30 dias de vida e, após isso, deve ocorrer três vezes ao ano. Os gastos variam de R$ 30,00 a R$ 150,00, conforme remédio e gastos com veterinário.

Já o remédio antipulgas tem preços que variam entre R$ 139,00 e R$ 159,00 no mercado atual, de acordo com o peso do cão. A duração média de cada comprimido é de um mês. Outra alternativa é uma coleira antipulgas, que tem preços a partir de R$ 30,00, mas veterinários indicam maior eficácia com o comprimido.

Brinquedos, casinhas e acessórios

Uma casinha para o Rhodesian Ridgeback deve ser ajustada ao seu porte grande. Os preços variam de R$ 105,00 (de plástico) a R$ 386,00 (madeira pinus), conforme o material utilizado.

Todos brinquedos e acessórios para essa raça precisam ser resistentes, devido à sua força. Uma coleira de peitoral com guia curta custa a partir de R$ 37,90. Brinquedos como mordedores, ossos sintéticos e pneus para brincadeiras de resistência possuem valores que vão de R$ 16,90 a R$ 59,90.

Cuidados com o cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

As atenções com saúde e manutenção de perfil comportamental saudável devem começar desde cedo para o Leão-da-Rodésia. Na sequência, veja orientações que vão da alimentação à atividade física.

Cuidados com o filhote de Leão-da-Rodésia

Além das vacinas, vermifugação e ração específica, o Rhodesian Ridgeback precisa desde cedo receber adestramento, principalmente por se tratar de uma raça de grande porte e forte e que deve obedecer a comandos de seu tutor.

Além disso, nesta fase precisa entender sua rotina de alimentação e de ingestão de água. Trata-se de uma raça que pode criar costume de se hidratar pouco, devido à rotina de ancestrais na selva africana. O filhote também deve ser socializado com pessoas e outros animais e receber microchipagem, para que não haja transtornos caso escape.

Quanto devo dar de comida?

De acordo com cálculo de uma marca topo de linha, o Rhodesian Ridgeback macho com seis meses de idade e cinco quilos deve consumir 202 gramas de ração por dia. Nessa faixa etária, essa quantidade deve ser distribuída entre três e quatro refeições ao dia.

Já um adulto macho, com oito anos e 36 quilos, deve consumir 377 gramas de ração ao dia. Nessa fase, devem ser duas refeições diárias. A recomendação de especialistas é de que os petiscos representem 5% da alimentação diária do pet.

Essa raça necessita de muitas atividades físicas?

O Rhodesian Ridgeback é um cachorro com genética de caçadores, com porte atlético e ideal para corrida, o que o estimula a se exercitar diariamente. A raça requer pelo menos dois passeios diários com 45 minutos cada, além de brincadeiras com o tutor, por isso é recomendada para famílias ativas e que gostem de se exercitar com seus pets.

Alternativas são a contratação de profissionais que passeiem e se exercitem com o animal e oferecer a eles espaços grandes e companhia de outros animais ativos.

Cuidados com o pelo do Leão-da-Rodésia

Para manter a pelagem do Rhodesian Ridgeback saudável, o tutor deve realizar escovações semanais para eliminar pelos mortos e sujos. Essa escovação deve ser feita com uma escova ou luvas específicas para esse tipo de procedimento, para não irritar a pele do cachorro.

Devido ao comprimento curto e textura do pelo, e se for mantida escovação semanal, não há necessidade de banhos frequentes, que podem ser realizados quando o tutor verificar que a pelagem está suja ou em intervalos de um mês.

Cuidados com unhas e dentes do cão

Para evitar cáries, tártaro, mau hálito e até doenças estomacais, é preciso que haja escovação dental por pelo menos três vezes por semana. A indicação é que esse hábito comece desde filhote, para que seja menos estressante, e seja realizado com pasta e escovas específicas.

Já o corte das unhas é ainda mais importante para cães de grande porte do que raças menores, já que quando elas estão compridas podem causar escorregões e lesões. Os cortes devem ocorrer quando elas estão arqueando, com cortador específico.

Curiosidades sobre a raça Rhodesian Ridgeback

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Você sabe como o Leão-da-Rodésia começou a caçar leões ou por que se destaca em competições esportivas? E sobre sua relação com celebridades? Confira essas curiosidades abaixo.

Caçador de leões!

Por possuir muita força e ter sido criado na selva africana, em uma região com alta incidência de animais selvagens, o Rhodesian Ridgeback foi logo destinado à caça de animais de grande porte.

Foi durante estas atividades que ganhou a fama de auxiliar na caça de leões. A tarefa da matilha era perseguir e encurralar o “rei da selva” até que o caçador chegasse para abatê-lo. Também em grupo, os Ridgeback protegiam as propriedades de seus tutores contra a investida de outros animais selvagens.

Ótimos competidores

Por possuir um porte atlético e muita força, o Rhodesian Ridgeback se destaca em competições esportivas caninas ao redor do mundo. Esse cão pode atingir até 55 quilômetros por hora e é listado como o sexto mais rápido do mundo. Nesta lista, ele é o primeiro entre os caninos de grande porte.

Além disso, apesar de ser teimoso no início dos adestramentos, é inteligente e dedicado durante o aprendizado. Assim, além se dar bem em atividades envolvendo agilidade, também se sai bem nas que envolvem obediência.

Amados pelas celebridades

Dedicado à companhia ao seu dono, o Rhodesian Ridgeback também caiu na graça de celebridades. A atriz Alessandra Negrini e a modelo e apresentadora Ana Hickman têm Leões-da-Rodésia entre seus pets.

Luciano Huck e Angélica também já tiveram um filhotinho da raça, mas ele faleceu com apenas dois meses e a perda foi lamentada pela apresentadora em rede social. Outro artista tutor de um Leão-da-Rodésia é o ator Marcelo Faria. Em reportagens, ele já relatou que se trata de um animal dócil e que convive bem até com seus gatos.

O Rhodesian Ridgeback é um valente companheiro!

Cachorro da raça Rhodesian Ridgeback

Neste artigo, você conheceu como o Leão-da-Rodésia se tornou um animal de alta performance, indicado para famílias ativas. E que, apesar disso, é um cachorro dócil e companheiro no ambiente doméstico.

Também como visto neste guia, trata-se de um cão pouco popular no Brasil e que requer adestramentos desde cedo, tanto para abandonar seu instinto de teimosia como para criar uma rotina saudável. Agora você sabe, também, que o ideal é oferecer um espaço amplo para esta raça sul-africana, que se dá bem com outros pets enérgicos e será uma ótima companhia e guardião para a família!

Autor deste artigo

Artigos relacionados


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Cachorro marrom: conheça 21 raças grandes, médias e pequenas!

Quer ter um cachorro marrom? Conheça a seguir várias raças com essa coloração dividida em porte grande, médio e pequeno, assim como suas características!


Quantos anos vive um gato doméstico? Veja a média e compare!

Quantos anos vive um gato doméstico? Veja a média e compare!

Conheça a expectativa de vida de um gato e quais são os aspectos gerais que podem influenciar essa qualidade.


Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Como cuidar de periquito: guia completo do filhote ao adulto

Neste artigo, você verá que os periquitos são aves de fácil adestramento de ótima convivência e que sua presença traz leveza ao ambiente doméstico.


Últimos posts


Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Pássaro preto (graúna): descrição, como criar e muito mais

Você conhece o pássaro preto? Neste artigo será possível conferir quais são as principais características da espécie, as subespécies, além de outras informações


Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Como fazer brinquedos para gatos: veja 32 ideias caseiras!

Você sabia que criar brinquedos para o seu gatinho pode ser muito mais fácil do que imagina? Confira aqui 32 ideias super fáceis para você fazer!


Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Grama para gatos: o que é, tipos, benefícios e como plantar

Você sabia que a grama para gatos afeta o comportamento do seu felino e traz benefícios? Aprenda sobre a planta, formas de cultivo e muito mais neste artigo!


Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Cio de cachorro macho e fêmea: sintomas, como acalmar e mais!

Seu pet está passando pelo cio? Se a reposta for sim, não perca tempo e venha conferir todas as dicas para passar por esse período de oscilações.


Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Petisco natural para cachorro: receitas, benefícios e dicas

Já pensou em como pode ser interessante dar petisco natural para cachorro? Aqui você descobre os benefícios dessas guloseimas e algumas receitas para preparar.